Pular para o conteúdo principal

PEQUENAS AÇÕES DE GRANDE PODER


PEQUENAS AÇÕES DE GRANDE PODER
Relatório da Energia Astrológica de Agosto de 2015
Sarah Varcas
31/07/2015


“Vá com calma e cautela” é provavelmente o melhor conselho para o mês de agosto.
Mas isto não deve absolutamente ser confundido com “não faça nada”!

Há muito a ser feito durante este mês, já que começaremos a pôr em ação alguns dos nossos planos recentes, auxiliados por Mercúrio, Júpiter e, em seguida, o Sol, que entrarão em Virgem, reparando a falta de energia terra desde meados de maio.

Depois do final bastante intenso de julho, com uma poderosa Lua Cheia que nos confrontou com algumas verdades não censuradas, agosto poderá dar a impressão de um retorno brusco à Terra!

Se você gosta de ser proativo e focado, sentir-se-á em casa. No entanto, se tiver tendência a desfrutar do sonho, mas não se fixar no compromisso com o mundo material que o levaria a concretizá-lo, então este mês poderá ser um desafio para você.

Mas não será um desafio impossível, e todos nós teremos ajuda cósmica para tomarmos uma ação efetiva e progredirmos. A única questão será se faremos o esforço ou encontraremos uma desculpa para não o fazer! 

Urano e Quíron começam um alinhamento no início deste mês, que continuará até fevereiro do ano que vem; um no primeiro signo do Zodíaco (Urano em Áries) e o outro no último (Quíron em Peixes). Existe uma grande esperança nesta aliança, embora muitos possam ignorá-la em favor de questões cósmicas mais dramáticas!

Ela nos sussurra sobre novos inícios nascidos da sabedoria duramente conquistada. Enquanto trabalha nos bastidores, lembrando-nos suavemente de que tudo o que chegar ao fim neste momento abrirá espaço para uma nova vida, ela realça a importância da determinação para nos desapegarmos de nossas feridas em vez de nos transformarmos nelas, para removermos as farpas de mágoas passadas, permitindo que elas se dissolvam gradativamente.

Dada a extensão desta aliança, ela está apenas ganhando terreno este mês, lançando as bases para a cura que virá. Se for da nossa vontade, podemos declarar – em ritual ou prece, diante do nosso espelho ou simplesmente nos dirigindo aos Céus – que estamos comprometidos com essa liberação da dor. Isto nos ajudará a reivindicar nosso lugar na cura coletiva que está por vir.

Mas lembrem-se que – como em tudo – nossa força de vontade é imprescindível. Um membro contundido não volta à saúde plena se não fizermos nada; ele recupera sua força através de exercícios gradativos. O mesmo acontece conosco. A cura exige disposição para tentar retirar o peso da vida das partes onde os ferimentos costumam estar, fortalecendo-as pouco a pouco, e não as escondendo por medo de sua vulnerabilidade.

No dia 2 de agosto, Saturno estaciona direto em Escorpião, indicando que restam poucas semanas para finalizar sua passagem pelas águas emocionais das nossas sombras mais escuras. Para muitos esta foi uma longa aventura, que vem desde outubro de 2012, quando ele entrou em Escorpião, remexendo as coisas que preferíamos evitar e confrontando-nos com as consequências de termos feito isto durante tanto tempo.

A partir de agora até meados de setembro, ele nos oferece mais uma chance de agir de acordo com o que aprendemos sobre nós mesmos, comprometendo-nos a romper os hábitos que sustentam os subterfúgios. Por mais escrupulosos que possamos ser em abordar tais questões desafiadoras, as consequências de não as abordar serão muito mais difíceis a longo prazo.

Isto requer coragem e fortaleza de espírito, mas possibilita uma existência mais livre e autêntica. Olhar de frente para aquelas coisas que preferimos não ver, permite que a própria vida nos apoie através da cura que se seguirá, em vez de irmos em frente sozinhos esforçando-nos para mantê-las em segredo.

Durante todo este mês teremos a oportunidade de iluminar os recantos mais escuros da nossa psique, onde talvez ainda permaneçam pensamentos, sentimentos, medos e pressentimentos para os quais preferiríamos não olhar. E dada a nascente aliança entre Urano e Quíron, é muito oportuno que o façamos!

A chegada de Júpiter em Virgem, no dia 11 de agosto, indica uma mudança significativa de foco; está na hora de pararmos de imaginar, de esperar que aconteça, de desejar, de planejar, e começarmos a agir, mesmo se dermos apenas passos pequeninos em direção a um objetivo distante.

Júpiter em Virgem deleita-se com as minúcias que formam um todo coerente. Ele vê cada minúscula parte da criação como uma joia preciosa, perfeita em si mesma e, ao mesmo tempo, com parte de algo maior. Esta precisa ser nossa atitude, pois as ações necessárias agora são igualmente pequenas, mas preciosas.

Este não é o momento para ações ousadas e empreendimentos arriscados, mas para atividades gradativas, passo a passo, que fortaleçam nossas metas parte por parte. É importante não nos deixarmos enganar pela aparente insignificância de certas coisas ou situações, pois, neste momento, cada ajuste, cada nuance abre o caminho à nossa frente.

A Lua Nova em Leão, no dia 14, é uma Lua pessoal com uma mensagem coletiva: cada um de nós tem um papel a desempenhar na promoção do impulso da evolução consciente, mas desempenhamos este papel nas complexidades de nossa própria vida individual. É muito fácil esquecer que pequenas ações carregam grande poder, especialmente quando nossa atenção é absorvida pelas exigências da vida diária.

Esta Lua nos lembra que tudo o que fazemos – cada pensamento, cada palavra e intenção – tem mais importância do que podemos imaginar. Ela nos desafia a sair dos caminhos habituais da mente para quebrar quaisquer ciclos de negatividade, consciência de vítima, ou simples desesperança, que possam ameaçar-nos de ficarmos presos em dores passadas e velhos medos que deveriam ser liberados.

Uma quadratura do Sol com Saturno entre 18 e 25 de agosto nos ajudarão nisso, embora possa não nos dar essa impressão nesse momento! Agora, mais do que nunca, é importante estabelecermos um equilíbrio entre a realização pessoal e as responsabilidades que vêm com a encarnação neste planeta maravilhoso, que abriga sete bilhões de pessoas e inúmeras outras espécies de formas de vida.

À medida que mais planetas se aproximam de Virgem, e Saturno fala, somos lembrados de que não se trata apenas de nós, mesmo que nossa vida individual nos faça pensar que sim. Se não dermos ouvidos à Mãe Natureza, ao próprio planeta, ao cosmos, aos elementos e seus ecos em nossos corações, não poderemos saber o que fazer ou como agir. Realmente não!

Se todas as nossas decisões forem tomadas apenas a partir de um ponto de vista subjetivamente individualista, colheremos somente resultados individualistas, separados do todo e existindo em um vácuo que deixa de ser sustentador a longo prazo. Virgem procura servir e Saturno concorda, sabendo que o serviço mais sincero oferece a satisfação mais profunda, libertando o coração e a mente para respeitarem o bem maior.

Uma vez que o Sol entre em Virgem, no dia 23, é possível que fiquemos tão absorvidos pelas tarefas do dia-a-dia, que nos esqueçamos de olhar para o mundo à nossa volta; e é por isto que uma aliança entre o Sol e o Nodo Norte nos lembra de fazê-lo.

Equilíbrio é a palavra-chave aqui, afirmando que só podemos viver efetivamente neste mundo se nos lembrarmos de observá-lo em toda sua beleza e majestade, não nos deixando absorver tanto pelo “fazer”, que o “ser” fique perdido.

Mãe Terra é nosso guia, junto com os Céus. Se pararmos para ouvir, em meio à nossa vida agitada, escutaremos seus sussurros na brisa e seus rugidos no vento. A chuva suave e o canto dos pássaros tornar-se-ão o som da nossa alma voltando para casa.

Em um mundo onde reina a competição e nos é dito que os inimigos estão por todo lado, esta passagem do Sol por Virgem nos lembra que é muito mais produtivo que cada um faça a sua parte do que cada um persiga sua própria base de poder pessoal, de onde possa controlar os eventos.

Com Vênus retrógrada em Leão durante este mês, devemos lembrar que o isolacionismo, assim como o medo dos outros, nos separam do fluxo da abundância que molda o nosso mundo. Precisamos uns dos outros para sobreviver, gostemos ou não.

Não podemos fazer isto sozinhos. Nem podemos nos manter às custas dos outros e ainda assim viver uma vida plena. É na tensão deste paradoxo que devemos viver cada dia neste momento, encontrando equilíbrio entre interdependência nutridora e autossuficiência sustentadora.

A entrada de Mercúrio em Libra no dia 27 facilita o entendimento mútuo e a investigação da dinâmica que mantém nossos relacionamentos vivos ou os condena ao entulho da incompreensão e discórdia. Em conjunção com o Nodo Norte nesse ponto, Mercúrio nos lembra mais uma vez do potencial criativo que vive na essência de todos os nossos relacionamentos, de cada conexão que fazemos, por menor ou aparentemente inconsequente que sejam.

Uma breve troca com um estranho pode dar a ele um grande prazer ou acabar com o dia dele; uma palavra dura dita na pressa pode causar um dano duradouro num piscar de olhos. Devemos uns aos outros bondade e compaixão, apoio e compreensão.

Quanto mais pessoas conseguirem assumir este dever, satisfazendo-o sempre que possível, mais intensamente fluirão os laços vibrantes que conectam a todos nós. Geralmente o desafio dos relacionamentos é exatamente este: criar um espaço no qual todos possamos cometer enganos e nos confundir, mas sendo suficientemente perdoados e amados para começar de novo.

A Lua Nova em Peixes no dia 29 levanta a questão do comprometimento e onde nós escolhemos investir o nosso. Será que nossas escolhas nos escravizam ao pequeno eu, ou nos alinham com nosso Eu Superior? Será que respeitamos a coletividade enquanto seguimos nosso caminho, ou procuramos apenas satisfazer a nós mesmos? E como vencemos o abismo entre as verdades pessoais e a verdade suprema que talvez se contradigam?

Cada um de nós vive uma vida individual, que só nós mesmos podemos conhecer em seu íntimos.
Simultaneamente, somos uma pequena engrenagem da poderosa máquina do vir a ser.

Como equilibrar estes papéis – em que situações decidimos fincar o pé ou ser mais maleáveis, insistir ou nos submeter – é a chave para os próximos meses, durante os quais poderemos levar nossa orientação individual a um alinhamento maior com a orientação superior da consciência da unidade.

Conforme Netuno se opõe ao Sol no final deste mês, os Céus nos lembram que a renúncia a um desejo pessoal pode ser um ato de martírio que nos amarre, ou de desapego que nos liberte para sempre. Diferenciar um do outro é vital para o nosso bem-estar e para a longevidade do nosso compromisso com o despertar.

Estamos aqui para viver, amar e rir tanto quanto para enfrentar os desafios da vida. Nosso mundo está mudando e pronto para mudar, assim como nós estamos. Despertar significa passar por essas mudanças, tornar-se a própria essência dessas mudanças. Assim, podemos assumir tanto a nossa perspectiva exclusivamente individual quanto nosso lugar na composição da humanidade, que está em eterna mutação.

Setembro será um dos meses mais poderosos de 2015.

À medida que nos aproximamos dele, as decisões que tomarmos e as prioridades que honrarmos reverberarão por todo o nosso futuro, adquirindo influência e ritmo. Assim promoveremos (ou não!) a evolução consciente, não como um ato de vontade super-humana, mas de comprometimento duradouro com um mundo no qual a vida é respeitada, a sabedoria é honrada e a qualidade da nossa presença é mais importante do que a corrida à meta final.

Estamos nisto por um prazo longo, não para atingir logo este despertar e voltar a levar nossas vidas! Nossas vidas estão despertando. Elas são a evolução; assim como nós, em nossa essência, em nosso âmago. Não se deixem enganar pelos sussurros suaves de agosto, pelos passos minúsculos aparentemente insignificantes. Cada um deles carrega grande poder e influência profunda… assim como nós, mesmo nos momentos mais “inconsequentes” de nossa vida…



Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
http://stelalecocq.blogspot.com/2015/08/pequenas-acoes-de-grande-poder.html
© Sarah Varcas www.astro-awakenings.co.uk 
Fonte: http://astro-awakenings.co.uk/august-2015-astro-energy-report
Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@gmail.com
Grata Vera!

Extraído de: http://stelalecocq.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

CÍRCULO DE LUZ E AMOR DE MARIA - MENSAGEM RECEBIDA AOS 07.03.2017 POR JANE RIBEIRO

Queridos irmãos e irmãs, Com as bênçãos da Mãe Divina. Amor e Luz, Jane Ribeiro                 Mensagem de Mãe Maria Amados Filhos, Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações. Vossa Mãe Terra passa pelo expurgo final de todo lixo que foi nela acumulado resultante dos pensamentos, sentimentos e ações de toda a humanidade. Seu corpo se sutiliza e se eleva as novas frequências de luz. É preciso, pois que possais acompanhar os passos da Mãe Terra, sutilizando vossos corpos pela purificação de toda densidade que acumulastes ao longo do tempo. Não adianta mais tentar postergar as mudanças que vossas almas estão a exigir de todos vós. É hora de concluirdes a limpeza, física, emocional e mental em vossas vidas, para que possais acompanhar e sedimentar as novas frequências que entram em vosso planeta. A nova grade cristalina se consolida em torno de vossa Mãe Terra e de todos vós, e este é o momentum da entrega, sim a entrega de vossos corpos a serviço de vossas almas que comp…

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR Por Melanie Beckler
A primeira vez que alguém me disse que eu era uma curadora...
Eu pensei: “O que você quer dizer?”
“Você quer dizer que eu poderia ser uma curadora?”, perguntei.
Ao que ele respondeu: “Não, você já é uma curadora.”
Eu não sabia o que pensar.
Agora, eu compreendi que ser uma curadora é algo que assume muitas formas e cores...
E não há realmente uma compreensão clara do contexto completo do que significa ser uma curadora.
Assim, muitos curadores espirituais não têm idéia de que suas ações, trabalho e propósito, de fato, fazem deles curadores.
Claro, entendemos que os médicos, enfermeiros e curadores de energia são “curadores”.
Mas, como você aprenderá em minha nova mensagem, o que é preciso para qualificar como um curador, é muito mais amplo.
Assim, você é um curador? Realmente, há curadores ao seu redor. 
Defino vagamente aqui um curador como alguém que se ajuda, ajuda o outro, ou até mesmo o planeta a se alinhar mais com a verdade Divina,…

O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®

JJ Hurtak
O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch® “Existe um trabalho dentro de todos os nossos corpos, um padrão com níveis de vibração única, e os nossos organismos controlam todas as suas funções, que são renovadas por algo chamado Linhas Axiatonal dos Meridianos e estas linhas Axiatonal não são limitadas, ou seja, não terminam em nossos corpos físicos mas estão abertas; estas ‘linhas’ realmente se estendem transpassando nosso corpo, e elas podem nos conectar mais plenamente ao universo. Quando o Homem descobrir a conexão entre o espaço de sua própria vida e as grades Axiatonal, a humanidade vai entrar num todo em um novo nível de ‘super’ ciência conhecida como a astronomia médica.
Astronomia médica refere-se a cura em todos os níveis, mente, corpo, espírito e fala sobre a mudança na formação adequada de nossos membros, sobre um passo à frente em um novo nível de interação consciente com o Universo . As linhas axiatonal sendo as linhas de grade do Universo, são…