Pular para o conteúdo principal

O BURACO NEGRO DE PERDÃO - A ARMADILHA DA NOVA ERA...


O BURACO NEGRO DE PERDÃO 
A ARMADILHA DA NOVA ERA...
por Gabriella Brightlight e Kathryn E. May, Psy


Vamos falar sobre o buraco negro do perdão.

Muitas vezes, as pessoas pensam que estão expressando o perdão quando estão realmente em negação. Uma falsa ideia da Nova Era tem sido promovida de que, para se tornar um ser espiritual amoroso, você precisa perdoar a todos, mesmo aqueles que maltratam, desrespeitam e enganam vocês.

As pessoas estão tão desconfortáveis com a raiva que se tornou uma prática religiosa ignorar esta emoção inteiramente e ir diretamente desligá-la para se encaixarem. Isto é chamado de "perdão".

Há também uma ideia da Nova Era semelhante, que é algo como isto: não podemos usar o julgamento porque o julgamento está condenando os outros e, para ser uma pessoa espiritual, você deve amar a todos.

De fato, examinar e medir o que está acontecendo é o bom uso da sua inteligência, não um ato hostil.

A cabala trabalhou duro, por uma boa razão, para nos treinar a acreditar que o uso de julgamento é idêntico a ser crítico. Era um ensino deliberado e brilhante para enganar a humanidade para abraçar a cegueira. Se tivéssemos realmente olhado para ele com juízo claro, teríamos visto através de sua ilusão e que eles teriam sido impotentes perante nós.

Quando você olha atentamente para algo, você permite a resposta de perigo intuitiva que instantaneamente leva à Verdade e longe do perigo. Mas isso significa que você tem que usar o julgamento.

Em vez disso, é esperado que você ignore o que sente, a fim de fazer outras pessoas se sentirem bem, especialmente aqueles que estão se comportando mal em relação a vocês. É esperado que você aceite todas as pessoas do jeito que elas são, mesmo que, aqui novamente ... elas maltratem você, desrespeitem você, e enganem você.

O quadro que acabamos de descrever é tão circular (perdão, negação, esquecimento, negação, raiva, negação e cegueira) que o impede de chegar ao ponto, ou à verdade, do que realmente aconteceu.
Esta atitude o coloca sempre em risco de repetir os erros do passado, quando se você usasse o seu julgamento e intuição teria se permitido a chance de trazer a sua vida para um nível superior.

Então, você está preso em negação, porque, presumivelmente, expressar quem você é e o que você pensa vai contra perdoar os outros. Isso incentiva a tolerância infinita para com pessoas que não deveriam ter o direito de permissão e privilégio de estar perto de você.

Isso nos leva à terceira mentira que leva ao buraco negro: Dizendo a verdade, você está ferindo os outros e "fazendo ondas".

Isto não é socialmente aceitável e trará rejeição e abandono (das próprias pessoas que você já deveria ter deixado para trás). Mantendo esta prisão emocional circular você não pode falar verdadeiramente ou expressar seus sentimentos com sinceridade. É esperado que você seja um feixe de amor, ou você corre o risco de ser visto como intolerante, egoísta e excessivamente sensível.

Como você pode ser capaz de ser um farol de amor quando você colocou todo o ressentimento, raiva e medo em seu estômago, intestinos, coração e mente, a fim de colar um grande sorriso em seu rosto e fingir que está tudo bem?

Isso não é amor, perdão, tolerância ou elevação espiritual; é a negação. Tudo isso é projetado para impedir que você seja livre e para impedi-lo de elevar a sua vibração para ser o Trabalhador da Luz brilhante que você realmente é. Você acaba de assinar contrato para usar uma bola e uma corrente que irá impedi-lo de subir para a sua própria Ascensão.

Portanto, a negação realmente significa que você deve colocar todas as pessoas, eventos e comportamentos pessoais que você não gosta e que fazem você se sentir envergonhado, como raiva, magoado ou indignado em uma pequena caixa "Coisas para esquecer."

Que você coloca em um canto secreto de si mesmo, enquanto você se dá o crédito por ter "trabalhado isso." Ao fazer isso, você adota o princípio cabal: "Isso aconteceu há muito tempo já não é verdade, por isso não traga isto a tona." Compreender, que, ao fazer isso, você não pode manifestar sua vida ideal, porque a visão de sua vida ideal morre com a negação de si mesmo.

Se você estiver no modo de negação, você não pode perdoar a si mesmo e você não pode perdoar os outros.

Como resolver esse paradoxo?

Em primeiro lugar, devemos entender que existem duas formas reais de perdão.

Em primeiro lugar, existe a verdade e reconciliação a partir do perdão, que ocorre entre duas ou mais pessoas que estão presentes e conscientes da interação. Exige reconhecimento de responsabilidade, arrependimento genuíno e pedido de desculpas sincero: "Eu prometo que nunca mais vou fazer isso com você de novo", e não faz, nunca.

Só então é possível para o ferido realmente perdoar e continuar no relacionamento, sem comprometer a sua integridade e bom senso. (Cuidado com a falsa desculpa que carrega um tom de culpa como: "Eu sinto muito que você me fez fazer isso" - manipulação).

As seguintes condições devem estar presentes, a fim de resolver o conflito:

Aquele que foi ferido reconhece seus sentimentos e oferece ao outro a oportunidade de compensar o seu erro, é um presente de confiança e de boa vontade.

- Quando a pessoa que feriu o outro assume a responsabilidade, expressa pesar genuíno e pede perdão, ele cria um ambiente no qual a proximidade real e confiança pode crescer. Deste terreno fértil, uma relação forte e saudável pode se desenvolver.

- Uma verdadeira reconciliação e perdão exige abertura, transparência, gentileza mútua e concordância consciente antes de prosseguir. Se você não tiver feito isso e você decidir ficar, você está criando uma receita para o desastre.

Se você ainda não viu todos os elementos acima, você está abandonando a sua liberdade e a oportunidade de ser autenticamente você mesmo. É mais sensato se afastar. Comprometer a sua integridade em troca de resolução só pode recriar o ciclo de ressentimento e dor.

A segunda forma de perdão é um domínio individual de sentimentos, independentemente de qualquer relação de continuidade. Isto não deve ser confundido com a forma anterior de reconciliação / perdão.

Neste caso, o autor não se arrepende, sem vontade de negociar, ou ausente. Esta forma de perdão não deve ser usada como uma desculpa para jogar no lado escuro, apoiando o mau comportamento do outro, ou para felicitar-se por estar acima de tudo.

Entendemos que a resolução interna de dor ou lesão do passado é o caminho para a paz de espírito. A fim de conseguir isso, devemos estar dispostos a libertar todos os sentimentos de ressentimento ou de vitimização, que nos mantêm amarrados ao agressor e as trevas que vivemos. Vendo que nossa própria recuperação é mais importante que a vingança nos permite fazer a escolha para libertar-nos e amar de novo, apesar de feridos no passado.

Aquele que foi devastado por eventos traumáticos ou uma vida sem amor pode perder seu controle sobre si mesmo, sobre sua fé em Deus e sua auto-estima. Pessoas que foram vítimas podem cair em um poço sem fundo de auto-culpa e repugnância. É preciso coragem, determinação e foco para restaurar a sua fé e acreditar em si mesmo.

Esta forma de perdão é fundamentalmente sobre a sua própria recuperação e a decisão de viver no presente, no amor com você mesmo. Abraçando a verdade de seu passado ao invés de tentar negar isso torna possível restaurar o senso de auto-respeito e dignidade. Esta é uma conquista real.

Aprender a amar a si mesmo é a verdadeira chave para o perdão. É o caminho para sair do buraco escuro e o caminho para manifestar a vida ideal que você veio aqui para viver.


Para uma discussão mais aprofundada sobre estas questões, consulte o Capítulo 27, "Como eu posso superar isto?" e Capítulo 28, "Aprendizagem Perdão" do livro: "Who Needs Light?" por Kathryn E. May, PsyD

Tradução: Monica Girassol
Revisão: Silvana Pereira
Postado por Dione Cavalli no ning Anjo de Luz

Extraído de: http://stelalecocq.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

CÍRCULO DE LUZ E AMOR DE MARIA - MENSAGEM RECEBIDA AOS 07.03.2017 POR JANE RIBEIRO

Queridos irmãos e irmãs, Com as bênçãos da Mãe Divina. Amor e Luz, Jane Ribeiro                 Mensagem de Mãe Maria Amados Filhos, Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações. Vossa Mãe Terra passa pelo expurgo final de todo lixo que foi nela acumulado resultante dos pensamentos, sentimentos e ações de toda a humanidade. Seu corpo se sutiliza e se eleva as novas frequências de luz. É preciso, pois que possais acompanhar os passos da Mãe Terra, sutilizando vossos corpos pela purificação de toda densidade que acumulastes ao longo do tempo. Não adianta mais tentar postergar as mudanças que vossas almas estão a exigir de todos vós. É hora de concluirdes a limpeza, física, emocional e mental em vossas vidas, para que possais acompanhar e sedimentar as novas frequências que entram em vosso planeta. A nova grade cristalina se consolida em torno de vossa Mãe Terra e de todos vós, e este é o momentum da entrega, sim a entrega de vossos corpos a serviço de vossas almas que comp…

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR Por Melanie Beckler
A primeira vez que alguém me disse que eu era uma curadora...
Eu pensei: “O que você quer dizer?”
“Você quer dizer que eu poderia ser uma curadora?”, perguntei.
Ao que ele respondeu: “Não, você já é uma curadora.”
Eu não sabia o que pensar.
Agora, eu compreendi que ser uma curadora é algo que assume muitas formas e cores...
E não há realmente uma compreensão clara do contexto completo do que significa ser uma curadora.
Assim, muitos curadores espirituais não têm idéia de que suas ações, trabalho e propósito, de fato, fazem deles curadores.
Claro, entendemos que os médicos, enfermeiros e curadores de energia são “curadores”.
Mas, como você aprenderá em minha nova mensagem, o que é preciso para qualificar como um curador, é muito mais amplo.
Assim, você é um curador? Realmente, há curadores ao seu redor. 
Defino vagamente aqui um curador como alguém que se ajuda, ajuda o outro, ou até mesmo o planeta a se alinhar mais com a verdade Divina,…

O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®

JJ Hurtak
O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch® “Existe um trabalho dentro de todos os nossos corpos, um padrão com níveis de vibração única, e os nossos organismos controlam todas as suas funções, que são renovadas por algo chamado Linhas Axiatonal dos Meridianos e estas linhas Axiatonal não são limitadas, ou seja, não terminam em nossos corpos físicos mas estão abertas; estas ‘linhas’ realmente se estendem transpassando nosso corpo, e elas podem nos conectar mais plenamente ao universo. Quando o Homem descobrir a conexão entre o espaço de sua própria vida e as grades Axiatonal, a humanidade vai entrar num todo em um novo nível de ‘super’ ciência conhecida como a astronomia médica.
Astronomia médica refere-se a cura em todos os níveis, mente, corpo, espírito e fala sobre a mudança na formação adequada de nossos membros, sobre um passo à frente em um novo nível de interação consciente com o Universo . As linhas axiatonal sendo as linhas de grade do Universo, são…