BYE, BYE 2014 - OLÁ NOVO CICLO


BYE, BYE 2014 -  OLÁ NOVO CICLO

MENSAGEM DE JENNIFER HOFFMAN
29 de Dezembro de 2014


Esta é a última mensagem de 2014.

Passamos juntos por um ano bastante desafiador. Sei que não sou a única a querer saber como o tempo passou tão rápido e o que tem acontecido em minha vida nos últimos nove anos. Há grandes partes de tempo, desde 2003, que eu mal me lembro e me pergunto o que estava acontecendo no éter, onde fazemos uma grande quantidade de trabalho de energia.

Sei que muitos se sentiram como se estivessem em animação suspensa durante este tempo, e que parte de nossa jornada individual e coletiva chegou ao fim.

Sobrevivemos e superamos uma ampla variedade de problemas e estamos agora à beira de um novo paradigma.

Para onde iremos a partir daqui?
Para onde quisermos ir.

Em algum momento teremos que sair do vagão de cura e começarmos a colocar em ação o que aprendemos. Este é o ingrediente que falta e que fará a diferença em 2015. Assumam um risco e ajam, ou se sentem e esperem que o Universo lhes diga o que fazer, e esperem os resultados.

Já passamos por tantas coisas para chegarmos até aqui; não vale a pena sair do carro e dar uma olhada? Este é o tema da mensagem desta semana.

Gostaria também de ter um momento para lhes agradecer pela sua presença, generosidade e apoio neste ano. Estou honrada por estar compartilhando esta jornada com vocês e estou ansiosa por mais partilhas e celebrações em 2015.

Desejo-lhes uma Feliz Temporada de Festas e um ano novo próspero, abençoado e abundante.

BYE, BYE 2014. 
OLÁ NOVO CICLO

É o final de um ano bastante difícil e uma coisa pela qual eu sou grata, é por não ter tido quaisquer problemas graves de saúde, como tive em anos anteriores. Estou feliz de ver este fim de ano, porque em muitos níveis, é uma lufada de nova energia, com certas condições.

É também o final de um ciclo em que estivemos desde 2006 e em que estivemos trabalhando arduamente durante os últimos nove anos. Agora podemos passar para outras coisas e começarmos a colocar em ação o que aprendemos. O que isto significa para vocês? Tudo o que quiserem, mas, em primeiro lugar, vamos falar sobre estas condições.

Assim, grande parte dos últimos nove anos foi passada limpando, curando, recalibrando a energia, trabalhando através dos problemas e estes tipos de atividades que se tornaram hábitos. Passamos tanto tempo curando e limpando, que ficamos presos nos ciclos de cura.

Sim, foi um trabalho importante e necessário, e foi o trabalho que viemos fazer, mas isto está diminuindo, enquanto nos preparamos para novas aventuras.

Será que concluímos realmente?

Será que nos atrevemos a considerar outras opções, somente para sermos atraídos para outra jornada de cura?

Quem fará o trabalho de cura se não estivermos disponíveis?

Depois de limpar vidas de karma e destino, estamos preparados para a criação e a autodeterminação e afirmarmos que dominamos esta parte de nossa jornada?

Outra condição de entrada em nosso novo ciclo está em tomar medidas. Ouço, muitas vezes, de clientes: “Estou esperando que o Universo me diga o que fazer”, e sei que eles dizem isto porque eles querem fazer a coisa certa (e não fazer algo errado), assim eles ficam esperando por permissão e instruções.

Mas eles estão também negando a sua mestria e a verdade divina, e não confiando em si mesmos.

Qualquer ação começa com o menor passo e, a fim de experienciarmos os novos paradigmas de uma forma agradável, devemos estar dispostos a agir através de nossa própria intenção e não esperarmos que alguém, ou algo, diga-nos que não há problema algum em deixarmos os nossos ciclos de cura e avançarmos.

Uma terceira condição é o auto-serviço. Isto significa que usamos o discernimento para avaliarmos o impacto de nosso próximo movimento em nós mesmos. Uma das razões por que é tão difícil de agir é olharmos para as necessidades de todos e, então, tentarmos encaixar as nossas necessidades em torno deles.

Agora temos que colocar as nossas necessidades em primeiro lugar, apoiarmo-nos e aos nossos sonhos e intenções, e deixarmos que todos escolham como eles irão nos responder.

A pergunta mais poderosa que podemos fazer é: “Como é que isto serve à minha intenção para a minha vida agora?”, e deixem que a resposta nos guie em nossas escolhas.

O discernimento não é uma forma de julgamento, decidindo se algo é bom ou ruim. É um processo de alinhamento e de ressonância, decidindo se algo se encaixa em nossa energia e em nosso paradigma da nova terra, para a nossa vida, ou não.

Será que este poderá ser um ano fantástico, cheio de alegrias e abundante?

Sim, pode, da forma que outros anos não puderam, porque tivemos que gastar todo este tempo limpando e curando, processando a energia e fazendo todo o trabalho que fizemos neste ciclo, mas concluímos isto. Haverá mais cura a fazer, no futuro, de novas formas que sejam equilibradas e integradas ao nosso novo caminho, propósito, potencial e capacitação.

Tudo em nossas vidas, a partir deste ponto em diante, tem que estar alinhado com a nossa intenção, ressoar com a nossa energia, expandir o nosso potencial, servir-nos de maneiras alegres, ser parte de nosso propósito alegre e nos capacitar.

Não é pedir muito. Estivemos trabalhando tão arduamente para chegarmos a esta fase da ascensão, que é o momento para aproveitarmos os benefícios do nosso trabalho e dar uma pausa bem merecida. Isto não significa ficarmos sentados em um sofá, à espera que o Universo nos diga o que fazer, ou nos dê permissão.

Significa agirmos, estarmos alinhados com a nossa intenção, ter o auto-serviço, a alegria, expandindo as etapas de ação, sabendo que o Universo apenas diz “sim”, e apóia tudo o que fazemos. Temos agora a luz verde. É o momento de deixar a encruzilhada e definir um rumo para um futuro cheio de alegrias.

http://stelalecocq.blogspot.com/2014/12/jennifer-hoffman-bye-bye-2014-ola-novo.html
http://enlighteninglife.com/
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!

Extraído de: http://stelalecocq.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

CÍRCULO DE LUZ E AMOR DE MARIA - MENSAGEM RECEBIDA AOS 07.03.2017 POR JANE RIBEIRO

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR

O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®