TOCANDO O CÉU



TOCANDO O CÉU
Mensagem de Karen Bishop
11 de Agosto de 2014.


Sei que muitos estão continuando a sofrer, pois vocês chegaram ao desespero de querer receber uma nova mensagem, querendo se agarrar a algum tipo de esperança ou segurança, ou, talvez, apenas uma ideia do roteiro durante este longo e impiedoso processo de ascensão.

Eu não tenho escrito, pois eu estive em minha própria transição, tocando novas terras e constatando que as mensagens escritas são agora, na verdade, um papel que não mais se encaixa em meu novo início.

Continuar a escrever as mensagens teria somente servido para me atrair de volta para o velho, e para obstruir o progresso, que eu e muitos de vocês, fizemos ultimamente.
  
Além disto, as energias de Junho e Julho deixaram-me quase no final, se não no rompimento, da pequena corda que esteve me segurando, e eu tenho estado muito fraca para fazer qualquer coisa.

Enquanto esta corda muito fina começa agora a se romper completamente, estou me encontrando em uma realidade que é quase impossível de descrever, mas que é tão cheia de amor e unidade, segurança e proteção, e de todas as coisas do outro mundo, que eu decidi escrever ainda outra mensagem, com o propósito distinto de permitir que alguns de vocês saibam que esta estrada está quase terminando.

É verdade que fazer algo com amor, irá nos colocar no espaço desta nova realidade, assim é com grande amor por todos que lêem esta mensagem, que eu escrevo hoje. O mês de Junho trouxe com ele um novo apoio e após este desempenho, nós ficamos, realmente, em uma estrutura surpreendentemente nova e forte que agora serviria para nos manter no lugar e proporcionar o projeto para a realidade muito nova.

Julho chegou e, é claro, com ele vieram todos os necessários ajustes, deixando muito de nós querendo saber quanto mais poderíamos possivelmente suportar. Um dia, as energias impulsionaram e oprimiram tão ferozmente, que eu lamentei que um corpo humano não pudesse, possivelmente, sobreviver a esta pressão.

Naquele dia, as energias estavam tentando nos estabilizar, mantendo-nos firmemente no lugar, enquanto o planeta estava oscilando e tinha adquirido o seu equilíbrio neste espaço muito novo. Em outro dia, nós recebemos um grande impulso, impulsionando-nos ferozmente para a próxima dimensão.

Os poderes estiveram testando a nossa nova posição, em uma tentativa de determinar o quanto estávamos próximos da próxima dimensão e o que seria necessário para chegarmos lá, de modo que um novo protocolo e plano pudessem então ser organizados.

Com tantos de nós mal nos firmando, estes últimos movimentos de energia foram recebidos, talvez, por olhos apáticos e uma presença semelhante a um zumbi, pois nesta fase do jogo, nossos eus fantoches tinham perdido toda a sensação de que qualquer coisa fizesse sentido.

Nem nos importamos, pois estamos incrivelmente esgotados devido a um processo que tinha continuado por muito mais tempo, e mais e mais tempo, mas por tanto tempo, que tínhamos até perdido a conta do tempo envolvido. Agora nos sentimos desorientados, e quem não estaria?

Durante a última parte de Julho, nós avançamos novamente para um espaço substancialmente novo. Neste, nós experienciamos sentimentos de grande perda, com um processo de tristeza. O velho acabou agora e nunca existirá novamente (mensagens escritas, por exemplo...), e seguramente concluímos uma fase anterior de nossas vidas.

Era o momento de nos prepararmos para o novo.

Sintomas? 

Padrões estranhos do sono, até mais do que as interrupções habituais. Grande medo. Estávamos nos dirigindo para algum lugar muito novo e quem sabia onde isto era realmente. Sonhos assustadores à noite, com “algo” tentando nos alcançar.

Sentir-se amedrontado e assustado durante o dia. Sentir que estamos agora praticamente sem limites (com lições sobre os limites ocorrendo estranhamente nas semanas anteriores), pois agora foi removida muita densidade, fortes sentimentos de que algo era iminente, que o outro sapato estava baixando e que algo estava prestes a acontecer, e quem sabia o que era?

E com toda a enorme pressão em nossos corpos por muito tempo, estar em sintonia com alguma coisa tem sido quase impossível, assim alguns podem não ter “sentido” nada.

O outro “sapato” começou a baixar, e a cada nova aterrissagem, eu posso atestar que parece divino. Embora sejamos todos diferentes, estou afirmando que não sou a única a ter estas experiências.

O novo começou a gotejar em mim, em visões lentas e firmes, no mês de Julho, e o novo era, neste ponto, ainda uma visão, mas até o final de Julho, eu estive na próxima dimensão de experiência por um dia completo, e agora, hoje (quando entramos em Agosto), ela está aqui novamente.

Mas não está aqui permanentemente ainda. Esta realidade se trata, naturalmente, de amor. A segurança e a proteção são imensas e ilimitadas. Há amor em toda parte, a unidade é profunda e a falta de limites é irrelevante, pois o amor é o antídoto para tudo isto.

Há mais, é claro (a arte de criar foi interessante, mas não surpreendente). Mas, o que é mais importante neste ponto e o propósito desta mensagem, é como chegaremos aqui, onde estamos agora, e que tudo isto, finalmente, quase acabou.

Os precursores chegarão primeiro (é isto que está acontecendo agora). Estamos no comando, na frente da fila. É a mais bela visão de se observar, quando um chegar, conectar-se com a próxima dimensão, e, então, imediatamente se virar e abraçar o seguinte.

(Outros estão mantendo os nossos velhos espaços agora, alguns degraus abaixo na escada das hierarquias vibracionais e limpando. Obrigada, meu Deus! Tornamos as suas jornadas muito mais fáceis, pois demos o primeiro passo para todos.)

Depois que chegarmos, todas as conexões serão através dos nossos corações e no amor imenso e na reverência que teremos uns pelos outros. A experiência da nova realidade chegará aos poucos, em paradas e impulsos, mas quanto mais os nossos corações se conectarem, mais forte e mais pronunciada se tornará a nova realidade.

E sim, nós ainda precisaremos de dinheiro, até que não mais precisemos!

Compaixão e qualquer coisa relacionada ao coração irá nos conectar. Assim, desta maneira, perceberemos que o nosso mundo começará muito pequeno, e seremos compostos de pessoas com quem temos uma forte conexão com o coração.

Nós nos reconheceremos, estaremos imediatamente abertos, uns para os outros, e seremos imensamente atraídos para os outros, se possuirmos esta surpreendente e forte conexão de amor. Ele é também formado de uma nova inocência, um estado de nada saber e uma vulnerabilidade aberta e imensa, com uma falta ou desejo de controle.

Tenho a dizer que outra coisa maravilhosa que está muito presente, e algo que a maior parte de nós sempre conheceu, é a simplicidade. São as pequenas e maravilhosas coisas que realmente importam, e quaisquer problemas e lamentos são empurrados para o lado, pois o amor está em primeiro plano e é tudo o que importa também.

Existimos com o propósito de amar. É disto que tudo se refere e estamos muito conscientes disto. Ser sutil, amável e carinhoso, e dar amor livremente, ocorrerão muito tranquilamente e entre almas concordantes, pois o serviço anônimo dos pequenos grupos conectados continuará na espiral de chegar a uma nova e superior dimensão.

Porque estamos agora residindo em uma realidade muito nova, este novo modo de viver e de ser, a partir do coração, será apoiado de uma maneira imensa, pois isto nos coloca em alinhamento com onde agora vivemos e estamos residindo.

Será que precisamos estar conectados com os corações dos outros, a fim de experienciarmos esta nova energia?

Precisamos estar na presença do outro, a fim de vivermos nesta nova terra?

Eu achei, por mim mesma, que não é este o caso. Mas quando nos encontrarmos nesta nova dimensão, nós iremos, natural e facilmente, conectarmo-nos com outros desta maneira. Quando estamos ainda em uma realidade de transição, passando o tempo com aqueles com quem temos uma conexão do coração, pode ser de grande ajuda para que nos sintamos no lar.

Mas durante os momentos em que estamos plenamente abrigados na nova realidade, ela nos envolve, e, então, muito naturalmente caímos nos parâmetros, e simples e facilmente, amamos a todos e a tudo. É um sentimento e uma presença muito diferente do que o processo de desenvolver e apoiar as novas energias, enquanto continuamos a nossa jornada.

Conectar-se com o outro através dos nossos corações é parte do processo de lá chegar, mas depois que chegarmos, nós simplesmente amaremos a tudo, facilmente. Espero que tudo isto faça sentido.

Não sei se estarei escrevendo outra mensagem.
(Sei que eu sempre digo isto).

Tive que acessar o meu antigo laptop, a fim de escrever e publicar isto, pois, recentemente, eu mudei para um novo e ele não tem as minhas antigas “coisas”.

Estou afirmando que se eu estou tendo estas experiências de outro mundo, então, assim estão os outros, e alguns, provavelmente, têm relatos ainda mais interessantes do que os meus, assim, estas mensagens, provavelmente, nem mesmo serão necessárias em tempos futuros.

Neste momento, estou ainda no processo de completar o primeiro capítulo do meu livro (quando os meus dedos, corpo e cérebro concordam em trabalhar!), de ficção juvenil para crianças e adultos afins. Ele contém o projeto para a nova realidade, como chegaremos lá, e como tudo isto funciona!

Estou desfrutando intensamente deste novo espaço de ficção, e espero continuar com as minhas aquarelas também. (O stress no corpo criou um atraso).

Assim, por enquanto, saibam que estamos quase lá, que a nova realidade está se fazendo conhecida e que está permanecendo por mais tempo agora do que alguns breves momentos. E tudo sem um grande impulso de cima! Estamos finalmente, finalmente, tendo as novas experiências que viver em uma dimensão superior pode trazer.

Do meu coração para o seu,

Karen

Por favor, respeite todos os créditos ao compartilhar
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/08/tocando-o-ceu.html
http://gamabooks.com
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!


Extraído de: http://stelalecocq.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

CÍRCULO DE LUZ E AMOR DE MARIA - MENSAGEM RECEBIDA AOS 07.03.2017 POR JANE RIBEIRO

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR

O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®