O MANUSCRITO DE SOBREVIVÊNCIA - PARTE 421


O MANUSCRITO DE SOBREVIVÊNCIA 
PARTE 421
Os Companheiros Constantes 
Canal: Aisha North
03.07.2014


A humanidade tem uma longa história de se achar inferior a quase tudo que faz, comparando-se a nada, por eras, se tornando cada vez menor, na medida em que seu ego se tornou cada vez mais inflado. Deixe-nos explicar.

A grandeza que está dentro de todo humano foi sendo esquecida, diminuindo em sua expressão e, em vez disso, o que cresceu foi aquela falsa alegoria e arrogância, uma ideia de superioridade sobre todos os seres vivos, tendo este planeta como seu porto.

Em vez de procurar interiormente sua verdadeira grandeza, tentou sufocar esse sentimento de inferioridade pisando em cima de tudo e de todos ao seu redor, para ter a chance de levantar sua cabeça um pouco acima do úmido lamaçal de que tanto tentou se desvencilhar.

Bem, como sabem, esta incapacidade de conectar simplesmente deixou todos se afundando cada vez mais profundamente na lama, resultando numa corrida para adquirir resultados, em gestos cada vez mais frenéticos e vazios, numa fútil tentativa de evitar o naufrágio, todavia, sem sucesso.

Então, as luzes mais brilhantes entre vocês, de repente, perceberam que a única maneira de parar de afundar, seria a ideia de lutar pelo poder e simplesmente deixar-se afundar por todo o caminho, até seu próprio núcleo e lá encontrou a força para alavancar o que precisava levantar, não só a si mesmo, mas também muitos de seus colegas, homens livres, neste campo de batalha de vaidade e ganância, onde tantos ainda se encontram quase se afogando em si mesmos.

Então, abandonou as velhas ideias, opiniões sobrepostas de uma humanidade considerada nada mais do que uma besta superficial, com a necessidade de lutar por suas vidas de uma forma muito literal, onde a ideia da sobrevivência do mais apto tinha se tornado um verdadeiro banquete de espantosa ignorância e cegueira.

Todavia escolheu a outra opção, a de se levantar e permitir a luz permear cada célula do seu ser, permitindo também essa luz penetrar até as camadas mais profundas deste atoleiro, nos corações de muitas dessas almas que ainda continuam lutando.

E então, um por um, livraram-se da lama, permitiram a luz atingir seu limite, até o último vestígio de resíduos tóxicos que tem inibido quase toda parcela de seu potencial maravilhoso e que, como as sementes na primavera, nasceram à vida, começando a crescer, evoluir e estender-se cada vez mais em direção as estrelas.

E na medida em que cresceu, habilitou a Luz a penetrar ainda mais profundamente.

Assim como as folhas de uma planta, irão se nutrir diretamente da luz do Sol, permitindo que a luz brilhe por todo o caminho em seu âmago, desencadeando um processo muito parecido com a fotossíntese numa folha, extraindo a força vital e nutrientes diretamente da luz recebida, transformando-a numa substância vital que ajuda a alimentar não apenas seu crescimento, mais o suficiente também para acender o fogo de muitos outros ao seu redor.

Queridos, ajam como verdadeiros campos de força, como emissores de energia viva, de forma que os outros jamais tenham realizado antes, deixando em seu rastro, muitos hectares de campos recém plantados, preparados e prontos para começar a florescer numa velocidade de tirar o fôlego.

E agora essas sementes, que falamos anteriormente em tantas missivas, estão prontas, chegando na Primavera novamente para a vida e, com isso, emergindo numa nova forma humana de ser.

Não serão os que irão reger suas vidas sobre as mentiras que os transformaram em bestas animais, cheias de medo a lutarem na lama. Perceberam que só se permitindo a procurar sustento da fonte de direito é que serão capazes de prosperar, não apenas como indivíduos, mas também como um todo.

Deixarão de tentar subir ao topo pisando em qualquer coisa e qualquer um a fim de se estarem mais altos que seus iguais. Agora, começarão a se considerar como iguais, na medida em que todos verem que ninguém é mais do que seu próximo, embora também certamente não seja menos do que qualquer um com que queira se comparar – seja neste planeta ou alem dele.

Ver-se-ão na grandeza do quem realmente são, encontrando seus sustentos, buscando em grupos, apoiando-se uns aos outros e elevando-se – como uma equipe, não como competidores e com isso, elevar toda a humanidade para aquele sublime patamar que permita a visão da paisagem mais maravilhosa.

Não está aqui para pisar na lama, está aqui para alcançar as estrelas em todos os sentidos, e fazer isso como um coletivo, onde cada indivíduo possui um arraigado senso de fraternidade ou propriedades, onde não existem fronteiras, que seja num pedaço de papel ou em suas mentes haverá novamente qualquer jurisdição.

Simplesmente é UM e isso é o que veio para lembrar e o que já realizou a tal ponto que vai ajudar a puxar o resto da humanidade consigo para penetrar neste círculo de Luz que já se formou.

E para onde for, será lá que reside o futuro de toda a humanidade e então, para cada passo que der nesta jornada, terá feito toda a criação caminhar um passo mais. São os líderes, os que marcam o ritmo e ditam a direção que escolheram muito bem, meus amados, por terem escolhido a Luz, selecionando vida na mais vibrante das formas.

Então, mais uma vez agradecemos por tudo que fizeram e por serem quem são, de forma que também gostaríamos de agradecer pelo que estão prestes a fazer. Por enquanto, os velhos costumes e as velhas mentiras não passarão e vocês servirão para desconectar essa realidade, essa velha ilusão de inferioridade de uma vez por todas, assim que passem esse limiar para o infinito que aguarda por todos vocês.

A Luz está acenando para que dê o passo seguinte, que na próxima etapa será enorme, sendo também aquele que completará com altivez. Não há nada ou ninguém agora no seu caminho, nem mesmo em sua mente, na medida em que se deixou ser levantado sobre as fortes rajadas de vento que vem se elevando da fonte, para subirem juntos com ela, para as estrelas e mais além, embora ainda com os pés no chão, de uma forma que reunirá a esses mundos novamente, após vidas de separação.

Não subirá para sair flutuando espaço afora, irá ascender para trazer o céu para a terra e torná-lo vivo a sua volta. E essa, meus queridos, é a tarefa que vieram aqui para cumprir, uma tarefa que literalmente irá amar em torna-la uma realidade. Não é uma labuta cansativa, este é um trabalho de Amor e agora, o nascimento do novo é iminente. Estão a dar vida a tudo isso através de seu veículo físico, fazendo um trabalho maravilhoso, pelo qual não podemos agradecer o suficiente.

Agora vamos deixando por isso mesmo, sem antes lembrá-los de darem-se a si próprios todo aplauso e aclamação que merecem. São verdadeiramente únicos em toda a criação e o que estão permitindo o que está por vir, nunca antes foi criado em nenhum outro lugar.

Então, cumprimentem-se como os verdadeiros criadores que realmente são, sabendo não merecem nada menos que isso.

Por favor, respeite todos os creditos
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/07/o-manuscrito-de-sobrevivencia-parte-421.html
Aisha North – Channelingsand Words of Inspiration
Fonte e Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge 

Extraído de: http://stelalecoqc.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

CÍRCULO DE LUZ E AMOR DE MARIA - MENSAGEM RECEBIDA AOS 07.03.2017 POR JANE RIBEIRO

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR

O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®