A PREPARAÇÃO



A PREPARAÇÃO
Mensagem de Karen Bishop
24 de junho de 2014


Estou publicando hoje porque vocês pediram, e porque muitos dos precursores estão desesperados, desanimados e esgotados, bem além de qualquer capacidade normal de recuperação. E, sim, estou aí, junto com vocês, com este último evento de energia. Tem sido muito difícil. Muito difícil. E, neste ponto, podemos simplesmente ser capazes de apenas desistir, deixar ir e sem nem mesmo sermos capazes de desejar qualquer tipo de alívio remoto.

Temos seguido silenciosos, hesitantes e desanimados, sem aparentemente nenhuma esperança por qualquer tipo de mudança. Podemos estar, neste ponto, tão distantes da esperança, que a esperança não é mais algo que possamos encontrar nos recessos profundos e sombrios desta ultima semana ou duas. Mas ainda assim, isto é simplesmente uma manifestação de nosso atual estado, e este estado é somente temporário.

Pequenos vislumbres de esperança podem ter encontrado o seu caminho para nós somente em dias e semanas anteriores. Um sentimento novo e estranho para muitos de nós. As coisas estariam melhorando. Pudemos senti-lo. As coisas estavam começando a mudar. Melhorando. Estávamos nos tornando mais fortes e nos conectando com o novo.

Estamos sendo cuidados e protegidos. Fizemos progresso. Coisas boas estavam ocorrendo. Mas, então, como o processo da ascensão continuamente cria, uma grande mudança e reestruturação ocorreram, e estas foram imensas, realmente.

Eu tinha mencionado em mensagens anteriores, há alguns meses, que iríamos experienciar uma drástica e intensa ancoragem das novas energias até aqui. Em 13 de Junho, Sexta-Feira, nós experienciamos uma substancial explosão solar que serviu para nos levar a um novo espaço. Mas, primeiro, tivemos alguma liberação a fazer.

Antes da explosão solar do dia 13, estávamos em um período de desconexão que durou por aproximadamente uma semana. Durante este período, nós fomos capazes de deixar ir qualquer coisa que não estava em alinhamento com o novo espaço que estávamos prestes a ocupar. Uma grande onda de gratidão poderia ser sentida por muitos enquanto deixávamos ir e sabíamos intuitivamente que não teríamos que estar nestes espaços desagradáveis novamente.

Ao mesmo tempo, nós também nos desligamos de nossos espaços normais. A desconexão pode chegar de várias formas. Podemos ter os nossos celulares apresentando algum defeito, ou agindo de forma diferente do normal, proibindo-nos de enviar ou de receber ( o mesmo com emails), podemos nos encontrar desconectados de nossos lares por estranhas razões, ou podemos até ter os membros de nossa família distantes, em férias.

Seja qual for o processo, estamos nos desconectando de muita coisa, a fim de nos prepararmos para a grande reestruturação que logo irá ocorrer.

Assim que estivemos livres por algum tempo, nós então nos reconectamos, e isto chegou na forma de uma grande explosão solar que alcançou a Terra em 13 de Junho, Sexta-Feira. Seus efeitos puderam ser sentidos (especialmente para os sensitivos) por vários dias. Elevamo-nos como um todo para um espaço inteiramente novo. Esta foi, certamente, uma imensa tarefa e a explosão solar ajudou a nos levar até lá.

Foi então que não sabíamos realmente onde estávamos. O que estivemos fazendo e onde estivemos antes, subitamente pareceu algo que podemos ter perdido o interesse, enquanto outros empreendimentos começaram a brilhar ainda mais. Mas este processo não acabou ainda. O Solstício estava ainda para chegar.

Com os solstícios, nós nos interiorizamos, nós ancoramos (ao contrário dos equinócios quando atravessamos facilmente). Desta maneira, tivemos uma grande limpeza e nos purificamos, nossos espaços e muito mais, enquanto ao mesmo tempo, tocamos muito profundamente no novo e o ancoramos. E porque fizemos tanto progresso em relação a retirarmos as camadas através da ascensão, fomos literalmente esvaziados.

Para aqueles que estavam em primeiro plano e para aqueles em que restaram menos camadas, este esvaziamento foi muito doloroso. Especialmente para o corpo físico. Lembrem-se: os precursores foram basicamente “preparados” por mais tempo do que pensávamos que iríamos, assim estes tipos de eventos nos atingiram em níveis bem mais profundos do que a maioria.

As energias do Solstício desta vez foram muito poderosas. Elas tinham um trabalho a fazer. Tivemos que ancorar e ter as energias da nova realidade retidas. Assim, ainda que possamos ter sentido alguns vislumbres de esperança pouco antes, estes eventos recentes estão servindo para consolidar a nossa nova realidade e os novos degraus que recentemente encaixamos. Desta forma, depois que este evento começar a enfraquecer, iremos nos sentir muito, muito mais fortes do que nunca.

Além das energias do Solstício vieram ainda mais explosões solares. Sim, mais. Estas explosões trouxeram energias de vibração mais elevada para contribuir com a ancoragem, em processo. Muito calor pôde ser sentido, com uma necessidade de beber, beber e beber!

E, então, é claro, estamos tendo que nos ajustarmos a isto tudo, através de um esperado processo de limpeza e de purificação! Este evento em Junho, este evento envolvendo o Solstício, foi intensamente fundamental e significativo, em relação ao processo da ascensão.

Mas há ainda mais. Sempre que entramos em um espaço de vibração mais elevada, as energias mais densas e mais escuras são desalojadas. Desta maneira, elas não têm nenhum lar. Elas não sabem para onde ir e agora se encontram expostas à luz. E quando elas começarem a entrar em pânico, todo o “inferno” poderá ser liberto.

Devemos nos lembrar de que não há realmente nenhuma escuridão, certo ou errado e nem bom ou mau, mas simplesmente energias que vibram em níveis diferentes. E tudo real e simplesmente, apenas é.

Estamos alcançando novos níveis agora, e nestes níveis não mais estamos “limpando”, liberando e tentando tratar de questões pessoais. Nestas novas energias, nós reconhecemos, aceitamos, reverenciamos e amamos profundamente. É o amor que realiza a cura. Precisamos somente resplandecer a luz e oferecermos amor, ou se estivermos muito esgotados e exauridos, precisamos simplesmente “ser”, confiarmos, aceitarmos e deixarmos ir.

Em tempos passados, alguns podem ter sentido a necessidade de manter grandes meditações para manter a luz, mas isto nunca foi exato, até onde esta escritora acredita. O meio melhor e mais poderoso para assegurarmos e construirmos a luz é através de nossas conexões com o outro. Podemos fazer isto através da reverência.

A reverência não é gratidão ou reconhecimento pelo que o outro nos deu. A gratidão é realmente uma energia poderosa e de vibração mais elevada (quase em alinhamento com o amor), mas ela decorre do filtro do ser. A reverência é bem diferente.

Nos reinos superiores, estamos além da alegria quando encontramos nossos irmãos e irmãs. Nós os amamos, os adoramos, estamos felizes quando estamos ao redor deles, e os “vemos’ e os aceitamos com todos os seus próprios dons e talentos e por precisamente quem eles são. Nós os reverenciamos, nós os respeitamos profundamente e os reconhecemos.

Nós os vemos, não através de quaisquer reflexos ou projeções nossas, mas, simplesmente, por quem eles são. Estamos conscientes de sua presença. Deixamos o espaço para que eles existam em nosso espaço. Nós os ouvimos, nós os reconhecemos, nós os vemos fora de nós mesmos. E há um apoio mútuo.

Isto segue pelos dois caminhos, e não apenas por um. Nós os vemos claramente e não através do filtro de quem nós somos ou do que precisamos. Trata-se mais do outro e bem menos de nós mesmos. Isto é reverência. E quando o outro que reverenciamos nos vê, em retorno, é formada uma conexão poderosa e forte de luz.

Desta maneira, estamos ainda na fase onde estamos continuando a construir e a fortalecer a nova grade através de interações de amor mútuo entre nós mesmos e os outros. Amor mútuo. Esta é a cola que irá sustentar a nossa nova realidade e o processo que continua a pedir a nossa participação.

À medida que nos afastarmos das energias de Junho e do Mercúrio retrógrado, nós nos encontraremos no novo, mais seguros, mais ancorados e em espaços de vibração mais elevada do que já experienciamos até agora. Estamos nos aproximando rapidamente da grande deterioração do velho, e é assim que foi pretendido. A deterioração chegará disfarçada como escuridão, mas é realmente a luz servindo como catalisador para a mudança.

Pois não há realmente nenhuma escuridão, será a luz disfarçada de escuridão que nos cutucará e nos estimulará para criarmos algo novo, para criarmos um forte desejo pela luz (impulsionando-nos nesta muito desejada direção de que se trata a nova realidade), e nos incentivar a sairmos da velha realidade da grade da eletrônica, olharmos para cima e ao nosso redor e começarmos a criação do novo em uma realidade física.

A Eletrônica e a Internet foram a nossa velha grade enquanto muito estava sendo reorganizado, e em breve, então, seremos cutucados através da aparente escuridão para começarmos a criar o novo no mundo físico. Desta forma, haverá reestruturação, tanto quanto soberania, o rompimento da assim chamada escuridão, que se tornará intolerável.

Ao mesmo tempo, estamos muito mais próximos agora do que nunca de uma realidade com luz em sua essência, e do simples evento de qualquer chamada escuridão sendo exposta a nossa luz cada vez mais presente. Este processo, então, de deterioração e, então, de reestruturação, avançará muito rapidamente.

Em última análise, são as energias que criamos através do amor e da reverência mútuos que servirão para acelerar o nosso processo. Estamos realmente construindo a nova realidade através do nosso amor pelo outro, uma ponte segura e sólida de amor, de uma vez.

Do meu coração para o seu,

Karen

Por favor, respeite todos os créditos ao compartilhar.
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/06/a-preparacao.html
http://gamabooks.com
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!

Extraído de: http://stelalecoqc.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

CÍRCULO DE LUZ E AMOR DE MARIA - MENSAGEM RECEBIDA AOS 07.03.2017 POR JANE RIBEIRO

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR

O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®