LAMENTOS... MEUS E NOSSOS


LAMENTOS... MEUS E NOSSOS

Mensagem de Karen Bishop
5 de Maio de 2014



Apenas recentemente, tive conhecimento de que um grande segmento de um dos meus livros sobre a ascensão e os seus sintomas, esteve circulando pela Internet, às vezes, com um pouquinho de mudança aqui ou ali e, como foi o caso, pouco antes da minha pausa em 2010, e, evidentemente, desde então, o meu nome não foi mencionado em lugar algum, e sim um autor novo e diferente é que foi mencionado a cada vez. A tristeza que eu experienciei diante desta informação, não foi uma tristeza apenas para mim, mas para parte da comunidade espiritual que, ainda, de algum modo permanecia desorientada.

Eu nunca revelei por que me afastei tão abruptamente do meu trabalho em 2010, pois isto pareceu uma história que seria mais bem contada em outra oportunidade, mas após este recente evento, sinto agora a necessidade de explicar o que ocorreu durante aquele tempo, enquanto agora me preparo para avançar quando for o momento adequado.

O objetivo durante a primeira fase era alcançar tantos quanto fosse possível e para ajudar da maneira que pudéssemos. Era bastante comum permitir que o material de um autor fosse publicado em algum lugar na Internet, com os créditos apropriados.

Mas, à medida que o tempo passava e as coisas continuavam a serem proteladas, sem nenhum progresso aparente em relação à ascensão, a fúria começou a surgir. A parte mais alarmante para mim, foi a observação de muitos na comunidade espiritual, que, ostensivamente, desconsideravam-se e se desrespeitavam... e, eventualmente, partiram para francos ataques aos irmãos e irmãs da comunidade espiritual, pois eles pareciam agir uns com os outros de forma muito alarmante. Algo realmente parecia impróprio.

Houve muitos casos (de acordo com outros que me notificaram, em uma tentativa de me apoiar), de meus artigos estarem sendo duplicados e o meu nome sendo substituído pelo nome de outro autor.

Surgiram vários grupos no Facebook, contendo várias centenas de membros. Os grupos no Facebook eram chamados de “Surgindo os Anjos Humanos”, que foi o nome do meu site naquela época, e quase todos (como eu descobri mais tarde) acreditavam que eles estavam se comunicando comigo.

Evidentemente, estes grupos se promoveram e os seus serviços, desencorajando alguns dos leitores e membros, sendo que eu não tinha absolutamente, nenhum conhecimento destes grupos.

Quando me mudei para Brevard, aqui na Carolina do Norte, o administrador da minha propriedade e também gerente da estação de rádio local, comentou que ele já tinha empregado uma mulher que me conhecia e disse que ela estivera se comunicando comigo através da minha página do Facebook.

Eu não tinha idéia de quem ela era e nunca tive uma página no Facebook. Histórias como esta, tornaram-se predominantes durante este período, e eu estive sem conhecimento disto por muito tempo, pois não sou uma navegadora da Internet e, raramente, eu entrava em outro site, apenas no meu.

Logo, eu comecei a ouvir de leitores que diziam que o amigo deles me conhecia e que falava comigo frequentemente. Isto nunca aconteceu. Este padrão começou a aumentar gradativamente. Em seguida, houve a experiência deprimente com as traduções.

Os leitores me imploravam para traduzir os meus textos em seus próprios idiomas, dizendo que havia uma grande necessidade de que estas informações estivessem disponíveis para outras pessoas, de países estrangeiros. Uma mulher maravilhosa se ofereceu para traduzir um dos meus livros eletrônicos para o Espanhol e eu lhe dei uma porcentagem de cada venda.

Mas com o tempo, ela ficou inquieta, pois ela estava percebendo que o livro eletrônico estava sendo oferecido em vários sites gratuitamente, e até com a ajuda de como baixá-lo. Quando entrei em contato com os proprietários destes sites, eles riram de mim e basicamente disseram: “Há! Há! Não há nada que você possa fazer em relação a isto!”

Outros tradutores estavam recebendo as minhas mensagens e as oferecendo em seus sites por uma taxa ou doação e ainda outros estavam traduzindo os meus livros sem o meu conhecimento e fazendo tudo o que eles escolhessem como “Esta informação precisa sair daqui! Estamos ajudando!”

Não é possível proteger a mídia. As pessoas farão o que elas quiserem com isto, sem nenhum senso de limites, e sem respeito pela criadora. Desta maneira, podemos apenas esperar que os indivíduos tenham a decência e a reverência pelos outros de fazer a coisa certa.

Mas eu acredito que a experiência mais dolorosa para mim, durante este período foi quando o meu pai foi diagnosticado com leucemia. Continuar a escrever durante esta fase, ajudou-me muito a me manter sã e ancorada. Foi uma época muito difícil para mim, e eu não tenho receio de revelar este fato.

Mas o que eu achei profundamente doloroso, de uma maneira pessoal, foi que da lista de mais de 75.000 assinantes e de muitos leitores regulares, eu literalmente recebi três mensagens de condolências. Três. E estas três foram de leitores com os quais eu não estava familiarizada.

Tinha se tornado extremamente claro que era mais importante para os meus leitores ter acesso as minhas mensagens para se apoiarem, do que oferecer compaixão e carinho pela sua criadora, ou até, apoiá-la. Foi planejado que os degraus inferiores (e este é ainda o plano) apóiem os degraus superiores, enquanto os degraus superiores continuem a apoiar, por sua vez, os degraus inferiores.

O plano da ascensão tinha se desorganizado. E eu sabia que não estaria ajudando ninguém, e, certamente, nem a mim mesma, continuando a oferecer informações e apoio sobre a ascensão. 

Depois de um ano em que me afastara (e foi para o bem de todos, bem como para mim mesma), eu descobri que havia outros que tiveram a mesma experiência que eu tive. Gary Craig (o criador da Técnica de Libertação Emocional – EFT), teve algumas histórias de horror naquela época, e ele também sofreu um ataque cardíaco.

E Tom Kenyon (um incrível curador de sons) tem informações publicadas neste site, a partir deste dia, lamentando sobre o roubo deliberado das gravações dos seus sons, para o vídeo de outra pessoa. Houve outros que passaram pela mesma experiência e que ficaram tão perturbados quanto eu.

Ter o seu trabalho e o seu nome tão ostensivamente desrespeitado cria um enorme sentimento de ser violado... e por pessoas que estávamos tentando ajudar! O apoio mútuo tinha aparentemente se perdido e sido esquecido e, assim, os degraus da ascensão não poderiam ser formados.

Assim, foi aproximadamente neste período que o plano da ascensão foi mudado, a fim de dar aos outros que estavam recebendo a energia dos outros, mais tempo para se estabilizarem sozinhos. O plano é agora para que estas almas se unam em parcerias e continuem a oferecer o que é necessário para as almas no planeta que estão se beneficiando destas ofertas.

Agora estamos em um espaço interessante e mais desafiador. As almas mais desafiadas do processo da ascensão são os precursores. Os precursores estiveram se preparando e esperando por muito tempo. Muitos deles definharam há alguns anos. Muitos deles (muitos de vocês que lêem isto), deixaram ir a maior parte de tudo, de acordo com o plano, há muito tempo.

Muitos deles foram forçados a esperar que outros os alcançassem e se estabelecessem. Muitos deles não tinham absolutamente para onde ir por algum tempo. Como precursores, eles estão existindo à margem de qualquer espaço temporário que esteja atualmente a sua disposição e sendo desafiados bem mais do que foi pretendido, acredito eu.

O desafio para estes precursores é que eles estiveram se preparando por muito tempo. Eles viram e experienciaram muito, e estão extremamente esgotados. O processo para eles, tem continuado indefinidamente. E, não há lugar nenhum para ir. Estas almas foram forçadas a encontrar “tudo” temporário por tanto tempo, que o que é verdadeiro e real começou a cair no esquecimento, enquanto o plano se tornou quase uma memória esquecida de outro tempo e espaço.

As tensões físicas, emocionais e espirituais para estas almas estão aumentando a cada dia que o processo continua. Muitos estão implorando para partir neste ponto, e não podemos censurá-los. Eles, literalmente, foram impulsionados para a beira do que permanece do velho e estão balançando em uma corda fina, tentando se agarrar a qualquer coisa que poderia lhes trazer esperança, amor, e uma confiança de que tudo está em divina e perfeita ordem.

Com toda a liberação, além de não ter espaço para residir (tanto literal, quanto energeticamente), o estado de vazio e desconexão tem sido um desafio para muitos. É importante para estas almas cuidarem de si mesmas agora. Fazer aquilo que as deixe feliz, dar-se permissão para “sair de férias”, deixar ir tudo e simplesmente se cuidar.

As velhas maneiras de continuar a acreditar que as almas devem resolver as suas questões a fim de terem uma experiência de ascensão mais agradável, podem agora ser substituídas pelo amor próprio e saber que em Deus está a graça. Estas almas irão para algum espaço novo.

Certo. Com os lamentos nesta mensagem concluídos agora, eis aqui o que está atualmente ocorrendo e o que podemos esperar nos próximos tempos:

Continuamos a construir e avançar. Nisto, podemos sentir um novo espaço, mas, geralmente, por um breve período de tempo e, então, estamos de volta aos nossos espaços temporários. Mas a cada avanço, nós fortalecemos ainda mais a grade. Estamos tentando alcançar um ponto de sustentabilidade própria.

Este estado requer que vejamos e reverenciemos uns aos outros, em vez de nos salvarmos e mantermos o controle. Muitas almas continuam a ter pânico diante do processo e, instintivamente, entramos na auto-preservação que foi um obstáculo para o processo por muito tempo.

A nova grade requer que nos mantenhamos livres, ajudemo-nos e nos amemos, e nos conectemos coração a coração com amor e compaixão, não importa o que alguém esteja experienciando e por quê.

Nas últimas semanas, uma série de danças das cadeiras foi realizada. Aqueles incapazes de retribuir amor e compaixão foram substituídos por outros que são capazes, fortalecendo assim a grade e a mantendo livre.

Pode realmente ser desafiador nos colocarmos dentro deste espaço, quando estamos fisicamente feridos e emocionalmente esgotados, mas uma vez que encontremos o espaço do amor, é um espaço divino e maravilhoso de se estar.

Na maior parte do tempo, podemos nos sentir absolutamente estranhos e misteriosos e podemos não saber o porquê, e nisto, pode ajudar muito que, simplesmente, permitamos que estes sentimentos apenas sejam. Enfim, nós iremos saber que o amor é tudo o que realmente importa, e o que está ocorrendo e quem está fazendo isto ou aquilo, não tem relevância, pois o amor é tudo o que real e verdadeiramente existe e o que esteve continuamente aí durante todo o tempo.

Quando, finalmente, alcançarmos um espaço de sustentabilidade própria e a grade estiver suficientemente intacta, então, as energias intensas e de pressão, irão diminuir. Para os precursores, haverá um período de um rejuvenescimento muito necessário. Este período será concedido a estas almas, não importa o quê. A graça será dada. Este rejuvenescimento não precisará ser merecido. Será uma dádiva de Deus.

Estas almas não precisam saber como elas serão cuidadas, elas simplesmente serão. Quando este período terminar, é então que estas almas precursoras começarão o seu serviço à humanidade, ajudando outras almas em outros degraus a subirem e se unirem a elas,ou elas simplesmente estarão presentes nos estados mais elevados de amor e de conexão com Deus (ou com a energia da Fonte, se vocês preferirem).

Nas dimensões superiores, a reverência é enorme. Reverência por outras almas é um componente vital de viver em uma realidade de vibração mais elevada. As almas se “verão’ facilmente e se encantarão diante da presença do outro. 

Nesta nossa atual sociedade, isto está extremamente carente e, muitas vezes, nas comunidades espirituais, também. Devemos desenvolver esta reverência muito necessária pelo outro. Isto é vitalmente importante.

E, nisto, podemos nos conectar, também, coração a coração, com um profundo carinho e preocupação pelo outro, conectando-nos através do amor e da reverência, da atenção e da compaixão, e nos ajudando e nos apoiando, tanto quanto possível.

Por esta ser a ordem da vida nos reinos mais elevados, estes tipos de relacionamentos estão sendo apoiados e estão continuando a ser formados, enquanto outros relacionamentos estão terminando, se esta conexão mútua não estiver presente.

Há, realmente, um grupo de almas que estão apoiando este processo, e tudo não foi perdido. Assim, ainda que possa parecer, às vezes, que as coisas não estão indo a lugar nenhum, ou tendo qualquer melhora, elas realmente estão. A nova grade está se fortalecendo ainda mais e as almas estão se conectando mais do que nunca.

Para os precursores, o seu tempo agora terminou. Isto é por que não restou muito para eles. Eles, basicamente, partiram. Eles se foram. Eles precisavam estar afastados, de modo que não fossem presos no que está continuando a se deteriorar e cair.

É por isto que estas almas podem sentir que não restou muito de si mesmas. Que elas não podem se lembrar quem elas são, ou com o que elas estão aqui para contribuir. Elas se foram somente porque elas são, realmente... precursores. E serão estes precursores que retornarão dos mortos e trarão nova vida ao todo, um degrau de cada vez.

Do meu coração para o seu,

Karen

Por favor, respeite todos os creditos ao compartilhar.
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/05/lamentos-meus-e-nossos.html
http://gamabooks.com
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!

Este é o meu desejo tambem: Que os que se auto denominam "trabalhadores das Luz" passem a respeitar o trabalho dos outros, que copiem mas respeitem TODOS os créditos. Mesmo pedindo por isso, deliberadamente, fingem nao ler. Tambem tenho tido decepções a este respeito... por isso, entendo o desabafo da Karen.

LUZ!
STELA

Nota Andréia: também conheço bem essa decepção da Karen, tive um trabalho meu, um quadro de emoções na Medicina Tradicional Chinesa, resumo de um livro famoso onde citei a referência, sendo divulgado no Facebook como sendo parte de um curso de Cristais Radiônicos de outra pessoa! Vi esse trabalho em apostilas e aulas que não citavam a minha autoria! Me senti roubada intelectualmente. Acabei com isso postando em meu blog de Acupuntura e Terapias Naturais que o referido quadro foi de minha autoria e quem quisesse divulgar estava autorizado desde que citasse os créditos porque tenho uma licença de direitos autorais. Essa atitude trouxe a luz da verdade às pessoas que achavam que a autora era outra pessoa e não eu. A verdade liberta e o respeito ao trabalho de cada pessoa é fundamental para a Nova Terra. Todo o meu trabalho é voltado á Humanidade e não a interesses egóicos para lucrar em cima dos outros. Vamos respeitar mais, o mundo precisa disso.

Amor e Luz,
Eu Sou Andréia
Por favor, respeite os créditos

Texto extraído de: http://stelalecoqc.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

CÍRCULO DE LUZ E AMOR DE MARIA - MENSAGEM RECEBIDA AOS 07.03.2017 POR JANE RIBEIRO

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR

O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®