JESHUA - A VERDADEIRA NATUREZA DA MEDITAÇÃO


A VERDADEIRA NATUREZA DA MEDITAÇÃO
Jeshua ben Joseph (Jesus)
Mensagem canalizada por Judith Coates
28 de Fevereiro de 2014


Amado, gostaria de lhe falar sobre o que é chamado de meditação.

Não há um dia que passe, que você não gaste algum tempo em meditação, pois há vários estágios do que você chamaria de meditação.

Se for somente por um momento, quando você faz uma pausa nos primeiros momentos de sua manhã para ver a beleza da luz, que vem a cada amanhecer, quando você faz uma pausa e reflete sobre o Filho sagrado que você vê no espelho, quando você se permite relaxar e inspirar profundamente o sopro do Espírito sagrado que você é, isto é um instante de meditação.

Não tem que ser o que você veria como um ritual, de se sentar com uma determinada postura, sentar-se por um período de tempo, acender uma vela ou um incenso. Tudo isto são belas adições para a meditação e são belas maneiras de trazer o próprio foco à conexão com o Espírito e o Amor que você é, mas eles não são a meditação.

A cada momento do seu tempo, pratique a Presença de saber que você é Deus.

A cada atividade que você fizer, faça uma pausa por um momento e pergunte: “Quem está fazendo esta atividade? Quem está respirando? Quem está se movimentando? Quem está tocando?”

Esteja muito presente com aquilo que estiver fazendo e saiba que esta Presença é a Vida de Deus neste plano.

Quando você olhar para o outro e sorrir para ele em saudação, faça uma pausa e se pergunte:“Quem está sorrindo?” E saiba que é o seu Pai Celestial se expressando neste plano como você. Você está vivendo a Vida do seu Pai Celestial neste plano.

A cada passo que você der, é um passo que Ele dá.
Cada sorriso que você troca com o outro, é o sorriso do Amor do Pai Celestial.

A cada momento, pratique a Presença de Deus.
Pratique a Presença do Amor, de quem você é.

Reconheça a Presença da Alegria que você é, nas próprias notas da música que você canta – seja ela vista como cantada, se ela é vista como riso, ou como uma mensagem de amor para o outro, de apoio para o outro, pois aquela pessoa pode estar passando por uma experiência e você lhe estende a sua mão, seu ombro em que chorar, seu sorriso para incentivá-lo, para dizer-lhe: “Eu vejo, mas eu vejo uma visão mais ampla e sei que somos filhos de Deus. Você é o filho de nosso Pai Celestial também, e Ele não irá abandoná-lo.” 

Pratique a Presença de Deus a cada momento, pois você vive a Vida de nosso Pai Celestial neste plano.

Quando você reservar momentos tranquilos chamados de prece, de meditação, comece com a respiração, estando muito presente com a respiração.

Inspire a luz branca e dourada que você é.
Contemple a respiração.
Sinta a energia com a qual você se funde a cada respiração.
Sinta o Amor que você está expressando com a liberação de cada expiração.
Torne-se um com a respiração.

Contemple a natureza de Deus. Pense sobre como você sentiu Deus, o que lhe foi ensinado. Passe por estes pensamentos, porque eles serão os conceitos que você reuniu para si mesmo em sua jornada, mas saiba que estes são conceitos. Eles não são Deus. Eles são idéias de Deus.

Contemple o conceito do Pai, de nosso Pai Celestial.
Como isto muda o conceito?

Contemple as palavras, os pensamentos, até que não haja palavras ou conceitos.
Há apenas um sentimento de paz, o sentimento de alegria, o sentimento de liberação.

Pois isto o leva ao que chamaremos de próximo passo na meditação: o espaço de comunhão, onde você ultrapassou palavras, conceitos e idéias e chegou ao espaço onde você experiencia a comunhão com o Um que você é. Há uma paz duradoura e profunda, o sentimento de estar no fluxo da energia que você é.

Você está vivendo neste momento, no espaço do Coração.
Habite no coração e ouça.

A voz tranqüila e suave da qual eu falei pode ser ouvida neste espaço. Ela não pode ser ouvida no rugido e barulho do mundo, em todas as atividades com que a humanidade gosta de se envolver. Ela é ouvida no silêncio e na paz do que você denominaria como prece ou meditação, na comunhão com o Um que você é.

Ela está retornando a este espaço de consciência de quem você é. Não é que você tenha que buscar ou procurar algo que esteja perdido, pois nunca esteve perdido. Está dentro de você e sempre esteve com você, porque é você.

Deus o encontrou.
Não é que você tenha que buscar Deus.
Deus já o encontrou.

Em seus momentos de silêncio no que você chamou de primeiro estágio de meditação contemplativa, diga ao seu Pai Celestial: “Eu estou aqui. Você me encontrou e eu O encontrei, como você o perceberia, há muito tempo, porque você nunca esteve perdido” 

Neste espaço de comunhão haverá um fluxo, um fluxo de Amor que você irá sentir.

Pode haver uma palavra, pode haver uma mensagem, pode haver uma liberação ou o sentimento de paz. Isto não chegará com grande ostentação. Será ainda a Voz tranquila e suave. Ela chega de muitas maneiras. Pode vir apenas como um suspiro, como a respiração profunda que diz ao corpo:“Tudo está bem.”

Pois, realmente, tudo está bem.
Você é amado com um Amor infinito e você nunca esteve perdido.

Ao viver neste espaço de comunhão, traga isto então com você, em todas as suas atividades do dia e da noite, e saiba que o espaço onde você está é uma terra sagrada, pois onde você estiver, estará em comunhão com Deus e Deus estará aí.

Você está sempre nos braços do Amor infinito que você é.
Você não pode estar separado do Amor que você é.

É somente no que você veria como o seu foco de atenção, onde você coloca momentaneamente o seu foco em outro lugar, é que você se sentirá como se estivesse separado e, no entanto, você nunca esteve separado. Onde quer que você vá, você é o Deus do seu ser. Você é o filho do seu Pai Celestial.

No que é conhecido como meditação contemplativa, você pode usar a chama de uma vela ou os frutos do campo, qualquer coisa que esteja a sua frente, e o contemple para conhecer a sua natureza, e você conhecerá a sua própria natureza.

Você verá o Cristo em uma maçã. Você verá o Cristo em tal coisa como uma formiga. Você verá o Cristo em um pássaro, em seu irmão, em sua irmã. E, verdadeiramente, você não poderia contemplar o Cristo em qualquer coisa que você visse, como estando fora de si mesmo, se você não fosse você mesmo. Você é o Cristo encarnado, expressando-se.

Permanecer no silêncio do que denominamos como meditação contemplativa irá levá-lo do espaço da mente, para o espaço do Coração, onde reside o sentimento da paz, onde o Amor que você é, é conhecido. Este é o espaço da comunhão com a Unidade que você é.

A partir do espaço de comunhão, há aqueles que experienciaram a unidade consciente com o que tem sido chamado de Deus, ou Princípio Criativo. Eles compreenderam a Unidade de Todos e se conheceram conscientemente para viver como a Luz ilimitada que nós somos.

Isto aconteceu em nossa história para alguns que vocês conheceram como mestres e como salvadores, aqueles que tenderiam a se colocar acima de você, para ser exaltado e adorado. Mas isto aconteceu para aqueles que você veria como irmãos e irmãs que estavam levando vidas cotidianas e isto iria acontecer para eles, talvez uma ou duas vezes na vida.

Mas, eu lhe digo: há um grande despertar neste plano, onde a unidade consciente que foi conhecida, como você a veria em sua história, e foi conhecido apenas por alguns, está agora sendo conhecido por muitos.

Será o espaço onde você vive, o espaço do qual você veio, o espaço do qual você saiu para compartilhar com outros a Luz que eles são, também. Você terá a consciência do Amor que você é, a totalidade muito dinâmica do Amor que você é, a própria energia que você é. E você a compartilhará com outros, de tal forma que eles serão inflamados – “ligados”, como o seu mundo o chama.

Amado, realmente, você é a Luz do mundo.

Permita que a sua Luz resplandeça com um esplendor, que é tão intenso que outros irão lhe perguntar: “Qual é o segredo que você conhece?”

E você compartilhará com eles o segredo – e, no entanto, não é um segredo – de estar muito presente a cada momento, de viver este sonho, como eu o chamei, desperto. Não adormecido como muitas vezes você fez antes, mas vivendo este sonho em um estado de vigília, em um estado de percepção da Luz que você é. Realmente, você é maravilhoso.

O Amor que você é, é ilimitado.
É irrestrito.

Até você, em seus momentos de desespero, não pode contê-lo.
Você não pode mudá-lo.
Você não pode alterá-lo.

Você é a Luz do mundo.

Medite na Verdade do seu ser.
Pratique a Presença de quem você é.

Que assim seja

Por favor, respeite todos os créditos ao compartilhar.
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/02/jeshua-verdadeira-natureza-da-meditacao.html
Jeshua ben Joseph (Jesus), expressando-se através de Judith Coates.
http://www.oakbridge.org/
Traduzido por: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!

Extraído de: http://stelalecoqc.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

CÍRCULO DE LUZ E AMOR DE MARIA - MENSAGEM RECEBIDA AOS 07.03.2017 POR JANE RIBEIRO

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR

O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®