VOCÊ SABE O QUANTO É ABENÇOADO?


VOCÊ SABE O QUANTO É ABENÇOADO?
Mensagem de Jeshua ben Joseph 
Através de Judith Coates
27 de Janeiro de 2014


Amado, quando você pensou primeiro em criar, deixou uma parte sua, uma consciência sua, que está ainda com você. Você disse: “Eu quero criar. O que eu posso criar?” E você criou todos os mundos, todos os cenários, tudo o que pode imaginar nesta vida e mais, porque você queria conhecer a sua capacidade criativa.

No início, as suas criações foram referentes ao amor e à Existência do Ser. Então, mais tarde, a Energia criativa desejou saber o que mais poderia haver, o que poderia ser diferente do Amor. Assim, você começou um experimento.

Você queria saber: “Como é estar completamente imerso em minha criação e ser criativamente desafiado pela criação de outra pessoa?”

Você passou por encarnações onde planejou uma forma e alguém, aparentemente separado de você, planejou uma criação que veio e destruiu a sua criação, ou a desafiou de alguma forma. Isto está acontecendo ainda, como os relatos da sua mídia para você. Mas, você também chegou a um espaço onde está ascendendo.

Agora, tem havido muita conversa sobre a ascensão, muita conversa sobre a mudança da consciência da terceira dimensão para a quinta dimensão, e, realmente, os números não importam.

Alguns disseram: “Bem, o que aconteceu à quarta dimensão? Será que passei por ela durante o meu sono?”  - Bem, você pode dizer isto.

A quinta dimensão, como você a definiu, é o espaço onde você se encontra ascendendo na paz com você mesmo, com outros e com o que está acontecendo no mundo.

Quando você pode chega ao espaço onde reconhece que tudo acontece com o grande propósito de despertar, toma uma respiração profunda e permanece em paz, você permanece em seu próprio espírito e não no espírito mundano.

E quando você praticar, quando repetir que está no espaço da paz e da permissão, procurando as bênçãos em tudo, perceberá que é mais fácil retornar ao espaço do Lar e permanecer lá por mais tempo.

Você está então realizando a ascensão.

Agora, a ascensão de que se fala e que é tão desejada, será a ascensão da consciência coletiva. Ela acabará por acontecer eventualmente, mas será feita por uma pessoa – como você vê a individualidade – e por outra pessoa, por outra pessoa, de acordo com a sua própria escolha e com a agenda da sua própria alma.

E, eventualmente, quando se chegar ao reconhecimento de que há realmente somente UM de nós, então a consciência coletiva irá reconhecer: “Eu ascendi. Eu reuni todas as minhas partes e me lembrei da minha Unidade.” E então a ascensão será conhecida conscientemente.

Você já conhece a ascensão.
Você pode senti-la, pode imaginá-la, quando dela falamos.

Mas, viver neste espaço, o tempo todo, é ainda um pouco desafiador, pois o mundo virá e dirá:“Sim, mas como você se sente com as surpresas? Como você vence facilmente as surpresas e vê que, realmente, elas servem a um grande propósito?”

Eu vi que você tem expectativas – e expectativas fazem parte do cenário humano – quando estas expectativas não se manifestam exatamente, há então um período de julgamento, e você é muito rápido para julgar.

Eu conheço este sentimento. Quando pequeno, eu também tinha expectativas, expectativas do que a minha mãe, meu pai, o que a sociedade da aldeia estaria fazendo, e expectativas do que eu deveria fazer.

Mas, eu cheguei à conclusão de que estas expectativas eram somente temporárias e passageiras, e percebi que poderia superar as expectativas. Talvez se elas não fossem satisfeitas da maneira com que eu pensava que elas seriam satisfeitas, a maneira com que funcionou, foi melhor.

Assim, eu desisti de ter expectativas. Isto é difícil de fazer no reino humano, mas você pode fazê-lo, pode sentir a paz que decorre do fato de não ter expectativas, quanto a como as coisas deveriam ser ou como você deveria ser – ou a grande expectativa de como “elas” deveriam ser. Esta é aquela em que vocês fracassam com mais frequência.

Há algum tempo, você teria se apegado ao desapontamento da expectativa não ser satisfeita. Agora você observa e tem sentimentos em relação a isto, tem julgamentos em relação a isto e então diz: “Bem, deve haver mais com isto do que eu posso ver.”

E você pode avaliar quanto a com que rapidez você se move do julgamento para o espaço da permissão. Eu o vi fazer isto, onde você pode ter uma emoção muito, muito forte sobre algo, e então, depois de algum tempo, pode se perceber dizendo: “Bem, esta foi a minha expectativa com base na informação que eu tive na época.”

Quando recua, você pode ver a grande cena. Quando praticar, você se perceberá abençoado por uma dádiva que dá a si mesmo, a dádiva da paz, a dádiva da permissão, a dádiva da alegria, que diz: “Ei, isto é melhor do que eu pensei.”

Então, você chegou ao Lar – por um momento. Geralmente, isto não dura muito tempo, mas dura o tempo suficiente para que possa avaliá-lo, e pode se sentir feliz em relação a si mesmo e dizer:“Bem, e se eu fiz isto uma vez, talvez, eu possa fazê-lo novamente.” E isto se torna mais fácil a cada vez, porque você teve a prática e a experiência da permissão.

Há uma boa parcela de sabedoria que vem com os anos, se você o permitir, uma boa parte de sabedoria que vem quando um número suficiente de expectativas que não foram satisfeitas da maneira com que você pensava, e você teve que lidar com algo que foi realmente ainda melhor.

Mas, algumas vezes, você não vê a melhoria disto, até que entra no retrospecto e vê como tudo isto se encaixa. Isto, normalmente, requer um pouco de tempo e um pouco de sabedoria, então você permanece no espaço da permissão.

Você é muito abençoado por tudo o que cria, ainda que não pareça assim, no início.
Isto lhe permite crescer.

Ainda que o companheiro lhe diga: “Eu não o amo mais. Vá e encontre outra pessoa.” Mesmo que haja facções hostis de diferentes grupos políticos, e, talvez, você possa ser chamado para fazer parte disto, você pode recuar e ver a paz, em seu lugar.

Ainda que no emprego digam: “É o momento para a mudança. Estamos mudando tudo na estrutura deste grupo, e não precisaremos mais de você. Estamos substituindo-o por alguma tecnologia. Ela pode pensar com mais rapidez. Pode calcular com mais rapidez. Ela pode manter registros melhores do que você. Portanto, a sua posição não é mais necessária nesta companhia.”

E o seu primeiro pensamento é: “Oh, meu Deus, o que eu faço agora? Eu preciso ser necessário, preciso das moedas de ouro, porque eu prometi a outros que eu os pagaria com as moedas de ouro.” E assim há um momento em que você tem que ser muito criativo e ver: “Certo, onde mais eu sou necessário?”

Algumas vezes você percebeu que a melhor maneira de encontrar onde você é necessário, é se oferecer em um lugar onde, talvez, as moedas de ouro não são dadas. Você não precisa das moedas de ouro, mas precisa ser necessário. Você precisa servir. 

E assim, eu digo àqueles que possam estar em transição: encontrem um lugar onde possam servir. Mais tarde, as moedas de ouro virão até você.

Mas você pode constatar que ao servir, a troca de gratidão, a troca de ser necessário, a troca de ser digno – a auto-estima – são mais valiosos do que todas as moedas de ouro que você costumava obter do emprego anterior.

Sei que muitos estão passando por transições agora, onde há mudanças acontecendo.
E sei que muitos estão se perguntando: “O que trará o amanhã?” 

Mas eu lhe digo: o amanhã lhe trará aquilo que melhor lhe sirva, ainda que não pareça assim, à primeira vista. Mais tarde, você será capaz de olhar para trás e será capaz de ver a bênção nisto.

Muitas vezes, as bênçãos são bem visíveis. Elas estão bem a sua frente, como pela manhã, quando o sol vem saudá-lo. Talvez, ele não fique visível durante todo o dia, mas, talvez, ele venha saudá-lo pela manhã. Ou, talvez, você o veja no final do dia, no pôr-do-sol, e você verá as belas cores, pois tem olhos para ver.

Sabe que há muito tempo você não via todas as cores que você vê agora?

Logo no início em sua manifestação, a forma humana não foi projetada para ver as várias vibrações da cor. E em sua história – e até em sua ciência, se você puder retornar e pesquisá-la há muito tempo passado – tudo aparecia em sua criação como preto e branco e tons de cinza.

Então, parte de sua criatividade foi: “Como podemos mudar a vibração, de modo que vejamos de forma um pouco diferente?” 

E você então criou olhos que seriam receptores de diferentes vibrações.

A mesma coisa ocorreu com a sua audição. No início, a audição não estava sintonizada da maneira com que está agora. E você passou por um período em que a audição era mais sensível do que é agora, como você observa até agora com os seus animais. Mas foi considerado um grande incômodo ter mais vibração chegando aos ouvidos, e assim você a atenuou um pouco.

E você percebeu que, talvez, quando se adquire anos e sabedoria, algumas vezes a audição também muda, onde se pode ouvir não tanto exteriormente, mas interiormente, embora as pessoas possam não estar completamente felizes com isto e não possam ver isto como uma bênção. Mas, é com um propósito.

Neste dia e hora, há muito que você não vê. E isto é também com um propósito: de modo que você não fique oprimido pelas vibrações que estão ao seu redor. Você tem a tecnologia mais maravilhosa dos seus computadores que os conectam com irmãos e irmãs que você poderá nunca ver com os olhos físicos, mas pode se conectar com o que é chamado de internet e pode conhecer a pessoa pelo que está escrito.

As vibrações sem fio estão aqui com você, mas você planejou uma técnica de modo que não fique oprimido. Além disto, você tem algumas vibrações que o rodeiam de irmãos e irmãs; todos vocês estão vibrando com a vida. Todos vocês estão colocando a sua própria vibração. As plantas estão vibrando a sua energia vital. As luzes elétricas estão colocando vibração. Você está rodeado por vibrações.

Quando você se interiorizar, ao espaço da paz interior, encontrará a vibração, a frequência vibratória de seu reconhecimento desta paz. Você pode se sintonizar com ela, quando entra em sintonia com a música. Ela será o seu próprio tema musical, e isto parecerá familiar quando chegar ao espaço que é o seu próprio espaço.

Você sentiu isto quando esteve em silêncio e em meditação.
Você sentiu a sua própria vibração, seu próprio espaço.

E você sabe quando chegar novamente ao espaço que é o Lar, dentro de você, o espaço da paz que é seu.

Quando você está em silêncio, você chega a um espaço que realmente poderia ser equiparado a uma nota musical vibracional. Cada um de vocês tem a sua própria nota e, quando você está aí, não há nada mais. Quando você está no espaço que é você, no tom que é você, não há nada mais por um momento. É onde você vive, movimenta-se e tem o seu ser, aí, nesta vibração.

E sempre que o mundo bater a sua porta, você poderá retornar rapidamente ao espaço que é seu e apenas seu.

Agora, tendo dito: “seu e apenas seu”, há alguém que compartilhe este espaço, este tom com você?

Se, na Verdade, há somente um de nós – e eu lhe asseguro que isto é Verdade – sim. Mas não é apenas um único tom. É todo um amplo espectro de vibrações que é compartilhada como Um.

Você é, em essência, um tom, mas como a energia que você incorporou, você tem uma frequência vibratória, e ela muda. Você pode ver isto quando é feita uma fotografia da aura. Você vê a frequência vibratória ao seu redor e pode vê-la mudar até mesmo com os seus pensamentos. E a vibração dentro de você, muda também.

Você está sempre em movimento, o tempo todo. Até mesmo quando sente que está em paz e muito tranqüilo, você está ainda vibrando, porque tudo é energia. Você ressoa em uma determinada frequência, mas nem sempre permanece nesta frequência. Ela muda, momento a momento. Ela muda quando você conversa com alguém.

Você pode encontrar alguém e sentir: “Eu realmente vibro com ela. Estou realmente em ressonância com ela. Quando estou com ela, estamos em sintonia.” Sim, vocês estão. Vocês se conheceram no mesmo nível vibratório, e você sentirá isto com determinadas pessoas. Com outras, isto pode levar algum tempo, antes que alcancem o espaço da ressonância.

Você construiu nesta vida a oportunidade de conhecer a sua Unidade, de sentir a sua Unidade, de permitir ao corpo estar em sintonia com o mais belo pôr-do-sol. Você planejou isto desta vez. Você planejou outro momento em que não via as várias cores.

E eu lhe digo que chegará um momento em que você verá outras cores, das quais não pode nem mesmo sonhar agora. Você estará se movendo e fluindo em uma forma que você identificaria agora como cristal líquido – um belo cristal líquido vibratório, que flui.

Você irá mudar da base de carbono para uma base cristalina. Isto já está em andamento. Às vezes, há dias em que você se sente um pouco estranho, e isto é porque as coisas estão mudando. Não fora de você, mas dentro de você.

É um processo gradual, apesar de que há aqueles que querem apressá-lo, algumas vezes e eles usam várias substâncias que os colocam em um estado alterado, o que pode criar um pouco de confusão. É a sua tentativa para mudar aquilo que tem sido muito denso, com base no carbono, para algo que flui como o espírito divino que nós somos.

Você é abençoado por toda a natureza que você colocou ao seu redor. Você olha para as montanhas de onde vem a sua ajuda. Seu socorro vem do alto (uma consciência superior) e as montanhas significam isto para você.

Quando você eleva os seus olhos para o alto das montanhas, isto lhe permite elevar mais a sua consciência, reconhecendo que você pode estar no alto da montanha e pode estar no vale, olhando para si mesmo, no alto da montanha e vice-versa. Você pode estar no alto desta montanha, olhando para si mesmo no vale, e tudo é Um.

Você tem as águas correntes, a bem-aventurança da água que lubrifica o corpo e a vibração do corpo.

Você tem as águas fluidas e as criaturas que vivem nas águas, o peixe que nada e salta tão lindamente.

Você tem as árvores que lhe dão o oxigênio precioso que você precisa para respirar. Você as observa quando ele entra na flor e na folha, e quando as cores mudam e as folhas caem suavemente. E então, você sabe que na próxima estação, elas estarão retornando: novas folhas, nova extensão de vida.

Você está cercado por milagres.

Você pode amar aquele com quem tem mais dificuldade de conviver e, ao assim fazer, você reconhece uma capacidade que não sabia que tinha, uma capacidade de amar aquilo que nem mesmo gosta.

Então, você constata que: “Ei, eu posso amar esta pessoa. Eu devo ter uma maior capacidade para o amor do que jamais reconheci.”

E com isto vem um despertar onde você começa a perceber: “Você sabe, se eu posso fazer isto, talvez outros possam fazer isto, também. Talvez haja amor no mundo” E você sabe que há.

Quando eu fui pregado na cruz, eu vi os soldados, os centuriões, fazendo o seu trabalho. Nem todos eles queriam estar lá. A maior parte deles não gostava do que estava acontecendo. Mas, por causa do ensinamento de gerações, eles fizeram o que se esperava deles. Nos recessos de suas almas, não era algo que eles queriam fazer: torturar irmãos e irmãs, e criar o medo, que eles consideravam que lhes trazia o poder.

E, então, da cruz, eu os amei, porque eu pude ver que eles são amor, o amor não reconhecido que eles tinham ainda que expressar. E eu compartilharei com vocês que em encarnações posteriores, quando eles trouxeram outras vidas para si mesmos, eles foram capazes de viver este amor e expressar os seus sentimentos. Na vida em que eles tiveram determinados trabalhos a fazer, eles não sentiram que eram livres para se expressar ou sentir.

Você está cercado por dádivas, por bênçãos que proporcionou para si mesmo.

Você disse: “Eu criarei”. E tendo criado aquilo que é diferente do amor, e tendo experienciado aquilo que não é tão confortável, você disse: “Agora eu irei criar aquilo que é amoroso, aquilo que é emocionante, aquilo que me permite expandir e começar a compreender o Tudo O Que Eu Sou.” 

Você está criando momento a momento o holograma de sua realidade, e pode mudá-lo de momento a momento.

Você é muito abençoado. Você é intensamente abençoado por toda a natureza, por toda a tecnologia, pois ela é usada para lhe permitir conhecer as suas possibilidades e as suas probabilidades e as realidades que você traz, a partir desta tecnologia.

Você é abençoado por tudo o que está em sua consciência.
Torne maravilhoso o seu holograma.

Crie o seu holograma em ressonância com o seu Coração.

Que você seja abençoado.

Que assim seja.

Jeshua ben Joseph 

Por favor, respeite todos os créditos.
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/01/voce-sabe-o-quanto-e-abencoado.html
Fonte: http://www.oakbridge.org/articles.php
Traduzido por: Regina Drumond Chichorro – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!

Extraído de: http://stelalecoqc.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

CÍRCULO DE LUZ E AMOR DE MARIA - MENSAGEM RECEBIDA AOS 07.03.2017 POR JANE RIBEIRO

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR

O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®