O MANUSCRITO DA SOBREVIVÊNCIA - PARTE 385


O MANUSCRITO DA SOBREVIVÊNCIA
PARTE 385
Os Companheiros Constantes 
Canal: Aisha North
12.01.2014


Na medida em que o tempo continua a se acelerar todos, ao mesmo tempo, sentirão como se estivessem perdidos por trás de um véu, com tudo chegando a um ponto em que a pessoa que pensou ser, parece desaparecer, como se numa fina camada de ar, e com razão. Não é mais tangível do que o próprio ar e, se pensar sobre isso, verá é realmente feito do mesmo material, assim como o ar.

Na verdade, é uma coleção de partículas pairando em conjunto, formando um corpo que até agora definiu como você. Mas, na verdade, não é só o corpo. Está simplesmente habitando este corpo, como um pequeno crustáceo que encontra uma concha vazia para abrigo por um determinado período de tempo, enquanto sua casca torna-se muito restrita precisando se deslocar, enquanto cresce um pouco mais.

Assim também é com você. Como é realmente algo grande, apenas uma parte sua poderia habitar esta pequena forma corpórea que chama de corpo humano. Entretanto agora, mudaram muito e, portanto, uma parte muito maior do que poderia realmente ser definida como sua realidade, está alojada nesta referida forma corporal e, desse modo, no momento não há necessidade fazer uma fuga precipitada para crescer ainda mais.

Ultimamente, durante a atualização de seu sistema funcional, mais espaço realmente foi criado e, assim, nele já construiu sua casa há algum tempo, ao lado de todos essas suas porções existentes. Lembre-se que quando entrou pela primeira vez neste corpo físico, era apenas uma pequena parte sua, desprovida do muito que constitui o verdadeiro você, algo como apenas a sua essência.

Mas, permitiu que este processo de reintegração começasse e, até agora, acumulou toda uma riqueza de suas antigas partes evasivas, tornando-se muito melhor adaptado para executar todos os truques de mágicas que veio fazer aqui.

Usamos estas palavras, não com a finalidade de menosprezar sua parte nesta operação, longe disso. Em vez disso, as usamos, a fim de lembrar a todos que estamos falando da arte verdadeiramente mágica da criação de requerer um coração leve e uma mente alegre, daí a nossa escolha, em vez do espírito de Luz das palavras.

Como estávamos dizendo, mesmo que tenha chegado a um ponto em que é muito mais do que aquilo que era apenas há pouco tempo, também chegará a um ponto em que se sentirá muito menos do que foi antes.

Porque, em um momento ou outro, irá encontrar-se como se dissolvendo no nada, como se não houvesse mais substância e onde seu velho e fiel corpo físico simplesmente irá se sentir como se estivesse caindo aos pedaços, em seus componentes singulares mais conectados, como as nuvens no céu, um mero simulacro, nada mais substancial do que uma pequena nuvem no céu da tarde.

Ao mesmo tempo, podemos garantir que nunca irá sentir-se mais substancial do que quando se encontra disperso em um bilhão de pequenos pedaços, aparentemente atirados para o ar, com o vento a soprá-los, como tiras de papel em uma tempestade.

Então, realmente sentirá o verdadeiro poder de quem realmente é.
É tudo e está em toda parte e ao mesmo tempo não é nada.

E ao ver isso, também verá muito, muito além dos limites que usou para olhar todos os dias, quando pensou que eram nada mais do que um ser humano, definido pelos limites do objeto de carne que é seu próprio corpo.

Todavia, ao se encontrar caindo aos pedaços, desintegrando-se no nada aparente, também irá encontrar-se entrando no verdadeiro, o ilimitado você, aquele que não tem fronteiras e, portanto, aquele que não tem fim.

Sem fim para o que poderá alcançar, pois não há fim para o que possa ser, para aquilo que já é e, como tal, embora caindo aos pedaços, simplesmente será a união da realização de seu verdadeiro eu, que não é inibido por qualquer conceito de tempo, espaço ou assunto.

Simplesmente sabe quem é, não importando o que faz ou pelo que optou por não fazer no próximo período, não tendo este assunto impacto sobre o seu âmago. Está na verdade eterna, realmente onipresente e que será sempre assim.

Todavia lembrem-se, todos de fato, poderão optar por viver o resto de sua presente encarnação nesta consciência, simplesmente renunciando a isso, continuando a viver sua vida como um cidadão comum, um mero humano, ditado por todos os caprichos e limitações que a carne e o sangue em que estão encapsulados lhes impõe, ou optarem por abraçar tudo o que são e definirem-se livres para vaguear na vastidão do que são, enquanto ainda residindo dentro desse veículo físico complexo e extremamente confortável em que residem atualmente.

Agora, depois dessa parcela mais recente e grandiosa, você e esse veículo físico tornaram-se compatíveis e de fato associados de uma forma como nunca foram antes e, desse modo, capazes de viver bem outra vida juntos, onde você e seu corpo em conjunto irão transpor através de todas as limitações anteriores impostas sobre os dois.

Todavia, dependerá de apenas de sua escolha.

Então, escolha sabiamente e não ache que tenha de fazer isso ou aquilo para alcançar a liberdade de escolher o que realmente deseja ser. Já conseguiu o que precisa a fim de fazer essa escolha livremente e assim, para optar quando desejar.

Por favor, respeite todos os créditos.
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/01/o-manuscrito-da-sobrevivencia-parte-385.html
Aisha North – Channelingsand Words of Inspiration
Fonte e Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge 

Extraído de: http;//stelalecoqc.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

CÍRCULO DE LUZ E AMOR DE MARIA - MENSAGEM RECEBIDA AOS 07.03.2017 POR JANE RIBEIRO

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR

O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®