MUDANDO A NOSSA PERCEPÇÃO DO QUE DEVERIA SER


MUDANDO A NOSSA PERCEPÇÃO 
DO QUE DEVERIA SER
Mensagem de Jennifer Hoffman
31 de Dezembro de 2013


Embora eu esteja mais feliz, e tenha mais alegria e paz nesta Época de Festas do que tive durante muito tempo, tem sido uma época incomum, onde sinto a energia do período e não muito mais. E, pela primeira vez, em muitos anos, estou passando as festas, sozinha, sem família e sem meus filhos.

Não me sinto triste ou solitária, muito pelo contrário, estou passando um tempo comigo mesma, estando tranquila, descansada e relaxada.

Foi um ano muito estressante e difícil para mim, com problemas de saúde significativos, que estão finalmente resolvidos e preciso de descanso. Dito isto, eu não estava realmente ansiosa pelo Natal por causa do foco no materialismo, mas ele se transformou no melhor, embora fosse muito diferente do que eu esperava.

Eu tinha “esperado” fazer a decoração e as compras que são normais para esta época do ano e nada disto foi feito. Eu nem mesmo preparei uma árvore neste ano, nem mesmo a minha pequena e brilhante árvore rosa. Eu já não pensava em tirá-la.

Mas estive entoando canções todos os dias, nas últimas duas semanas e cheias da alegria do Natal, que eu compartilho com todos que eu encontro. Tem sido um grande período para mim, embora nada disto fosse pretendido.

Pode haver tantas expectativas em relação ao Natal que pode ser o período mais difícil do ano para muitas pessoas, especialmente aqueles que estão sozinhos, sem família, ou amigos. Pode ser uma época infeliz ou deprimente para aqueles que pensam que deveria ser um “verdadeiro” Natal, cercado por pessoas que os amam, divertindo-se e compartilhando presentes. Isto é, infelizmente, a antiga versão das festas.

Quando julgamos as nossas vidas com base no que pensamos de como “deveriam ser” as coisas, nós nos determinamos para o fracasso e acionamos uma série de crenças, pensamentos e emoções que apenas servem para que nos sintamos mal.

O padrão do que “deveria ser” é geralmente diferente do que acontece em nossas vidas, ainda que não possa haver um padrão, “um tamanho que se ajuste a tudo”, e através do qual todos vivam. Então, lutamos, porque pensamos que não somos normais e que há algo de errado com a nossa vida. 

Podemos ser guiados por aquilo que queremos, termos intenções claras e deixarmos de nos comparar aos outros, especialmente quando pensamos que eles são mais felizes ou mais bem de vida do que nós?

Embora digamos que podemos fazer isto, o verdadeiro teste acontece nas Festas como o Natal, que se supõe que seja orientado em torno da família, da diversão, do conforto, do amor e da alegria compartilhada. Isto coloca todas as nossas intenções a teste e, algumas vezes, apesar de nossas melhores intenções, deixamos nossas emoções obterem o melhor de nós.

Enquanto nos preparamos para criar os nossos próprios padrões, em vez de cairmos na crença de que há algo de errado conosco, porque as coisas não são “como elas deveriam ser”, de acordo com o que foi dito como normal?

Mas há outro nível para o que está acontecendo em relação ao Natal de 2013 e esta é a fusão da consciência da 3D na 5D, que é o motivo pelo qual qualquer coisa que esteja fortemente orientada em relação à consciência de 3D, como o materialismo associado ao Natal, de repente já não é atraente e vocês não conseguem entrar nela.

Mas, o outro lado do Natal, que tem a ver com paz, alegria, amor e conexão, parece muito bom. Na verdade, ainda que vocês não estejam no “espírito de Natal”, vocês podem estar sentindo a alegria, ainda que não montem uma árvore de Natal neste ano.

Este é o novo normal e anuncia um pouco do que esperamos em 2014, que irá desafiar as nossas crenças sobre “como as coisas deveriam ser” e nos pedem para criarmos a nossa própria versão de alegria, de paz, de abundância, de amor e do bem compartilhado.

Todos nós temos a sensação de que algo está acontecendo, ainda que não estejamos seguros do que seja ou de quando estará chegando. Estamos todos conscientes da sensação de expectativa, o conhecimento de que algo novo está logo ali.

Está tudo acontecendo agora, mas para sabermos disto, devemos estar no momento, sem nos preocuparmos se estamos muito atrasados, muito adiantados, não fazendo a coisa certa, ou não sendo afortunados o suficiente para fazermos parte disto.

Não há um padrão e não podemos errar, contanto que confiemos em nosso próprio processo, tenhamos fé e saibamos que o que é adequado para nós, acontece sempre para nós da maneira certa e melhor. 

Lembrem-se de que o tempo divino está sempre operando em tudo e a paciência é necessária nestas situações, somente porque tudo tem que estar alinhado agora.

Assim, permitam que tudo se alinhe e desfrutem de tudo o que se revelar para vocês, sem se perguntar se isto deve ser desta forma, ou se vocês estão fazendo errado, ou se os outros fazem certo ou melhor do que vocês.

Feliz Natal, Boas Festas e lhes agradeço por serem uma luz em meu caminho.

Grata por me permitirem compartilhar a minha luz em sua jornada.


http://stelalecocq.blogspot.com/2013/12/mudando-nossa-percepcao-do-que-deveria.html
http://enlighteninglife.com
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Extraído de: http;//stelalecoqc.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

CÍRCULO DE LUZ E AMOR DE MARIA - MENSAGEM RECEBIDA AOS 07.03.2017 POR JANE RIBEIRO

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR

O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®