ESPIRITUALMENTE NUS PARA O ANO NOVO


ESPIRITUALMENTE NUS PARA O ANO NOVO
1º de Janeiro de 2014: Lua Nova em Capricórnio – Mensagens para 2014
Sarah Varcas


Uma Lua Nova em conjunção com Plutão e Mercúrio para começar o Ano Novo… que símbolo poderoso do que está por vir em 2014!

A carta desta Lua é cheia de energia, levando a muitas direções.

Fazemos o que for preciso para deixar a nossa marca, para fazer a diferença, ou nos recolhemos à familiaridade segura, onde já sabemos que somos aceitos?

Defendemos nossa posição e fazemos o que é melhor para nós ou nos comprometemos e trabalhamos com outros para gerar uma situação onde todos ganhem?

Contamos com os que estão à nossa volta para nos apoiarem, ou dependemos apenas de nós mesmos para enfrentar e superar o que vier?

Há muitos “ou isto ou aquilo” nesta carta, dizendo-nos que estamos no limiar de um ano no qual poderemos ter que fazer escolhas muito significativas e depois sustentá-las seja como for.

2014 é um ano de decisões como nenhum outro!

Plutão em Capricórnio estará em oposição ao Sol Negro durante grande parte deste ano, lembrando-nos que há dois modos fundamentais de usarmos nosso poder – para criação ou para destruição – mas para compreendermos o significado desta decisão, precisamos estar preparados para encontrar o ponto em que a destruição se transforma em criatividade e vice-versa.

Neste ano, devemos aprender que a criação nem sempre é o melhor, se o que criamos não serve mais ao bem maior; e que a destruição nem sempre é ruim, quando o que destruímos está bloqueando a luz.

Este ano que entra é de paradoxos e contradições.

Existem verdades profundas a serem reveladas, sobre a natureza do caminho no qual nos encontramos e sobre nosso relacionamento com este belo planeta em que vivemos.

O paradigma dos extremos está se expandindo exponencialmente, em nossas vidas, emoções, relacionamentos, no ecossistema à nossa volta, no clima, nos sistemas políticos e econômicos de todo o mundo.

A polarização cada vez maior e a própria dinâmica de opostos, cada um refletindo o outro, exigem que reconheçamos nossa parte nisso, localizando-a dentro de nós mesmos e avaliando o melhor meio de nos movermos daí e avançarmos.

Se já estamos há muitos anos no caminho de busca espiritual, é possível que comecemos a achar que agora deveria estar ficando “mais fácil”… e, de certa forma, pode realmente estar.

Mas este ano que chega é um período em que nos será mostrado o próximo nível do trabalho a ser feito para criarmos uma mudança fundamental na consciência coletiva deste planeta. Isto implica em olharmos para dentro das sombras e reconhecermos que ainda há muitas coisas que precisam ser enfrentadas e resolvidas.

Pois se continuarmos a procurar recompensas mensuráveis em nossa prática espiritual; se ainda tivermos ideias preconcebidas sobre o que “devemos” e “temos que” fazer para nos tornarmos pessoas espiritualizadas; se ainda fingirmos que não somos do jeito que somos e que não temos certos sentimentos, quando, lá no fundo, sabemos que os sentimos… então ainda há muito trabalho a ser feito.

Esta Lua Nova, com uma varredura de sua mão poderosa, anula nossas estórias sobre quem somos, sobre quão especiais, espiritualizados, sábios ou despertos nós somos, sobre como viemos daqui ou dali para fazer isto ou aquilo para salvar o mundo.

Ela nos diz que nada disso importa se não fizermos o “trabalho sujo” e limparmos os cantos da nossa psique que alimentam essas mesmas estórias que nos dizem que somos especiais.

Quando olharmos para a escuridão do Sol Negro – um ponto de escolha na linha do tempo do cosmos, através do qual podemos passar para a luz ou para a sombra profunda – devemos fazê-lo nus, a fim de conhecermos a nós mesmos sem qualquer estória ou ideia, sem qualquer valor ou merecimento a nós atribuídos.

Apenas vocês e eu, como forças da natureza, observando o próprio vórtice de criação ou destruição do qual viemos originalmente.

O ano de 2014 é o momento de abandonarmos nossas estórias e identidades e enfrentarmos o fato de que este planeta precisa de nós como nunca antes. 

Se quisermos atender a esse chamado, é possível que tenhamos que enfrentar o grande desafio de nos desapegarmos de tudo que temos acreditado que somos, a fim de nos tornarmos o que essencialmente somos: energia pura – nada mais nada menos – fluindo através do cosmos, ao redor deste planeta, através do tempo e do espaço.

Portanto, nesta poderosa Lua Nova que inicia o Ano Novo, temos a oportunidade de sentar e refletir sobre as identidades que escolhemos e as estórias que contamos.

Elas tiveram seu lugar e desempenharam seu papel, mas agora pode ser o momento de deixá-las ir, em favor de uma nudez como nunca vivenciamos antes, que faz de nós simplesmente um pontinho minúsculo neste vasto cosmos, mas um pontinho repleto de poder para criar mudanças.

Sarah Varcas

http://stelalecocq.blogspot.com/2013/12/espiritualmente-nus-para-o-ano-novo.html
Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br
Fonte: http://astro-awakenings.co.uk/1st-january-2014-new-moon-in-capricorn-messages-for-2014
© Sarah Varcas. Todos os direitos reservados.
É dada permissão para compartilhar livremente este artigo em sua totalidade, desde que seja dado todo crédito ao autor. E que seja citado o site onde este texto (no original, em inglês) é oferecido gratuitamente: www.astro-awakenings.co.uk.

Extraído de: http://stelalecoqc.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

CÍRCULO DE LUZ E AMOR DE MARIA - MENSAGEM RECEBIDA AOS 07.03.2017 POR JANE RIBEIRO

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR

O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®