A ENERGIA ACONCHEGANTE, O VAZIO E O REINÍCIO


A ENERGIA ACONCHEGANTE, 
O VAZIO E O REINÍCIO
Mensagem de Karen Bishop
31 de Dezembro de 2013.


Saudações e Bem-Vindos!

O PROCESSO DA ASCENSÃO teve, em sua essência, um foco e intenção principais de esvaziamento. Esvaziando e perdendo padrões energéticos interiores, esvaziando cabeças e pensamentos, até formas de trabalho, o processo fez um grande trabalho de limpeza do velho.

Após o advento do Equinócio, em Setembro de 2013, começamos a construir também mas, ainda assim, até alcançarmos a fase onde preencheremos mais plenamente este vazio com a luz do novo, poderemos continuar a experienciar grandes sentimentos de vazio.

Podemos estar construindo novas camadas da nova grade e colocando uma nova base no lugar, mas para muitos de nós nos degraus superiores da nova realidade, permanecemos ainda vazios e ocos a algum grau, enquanto nos preparamos para a chegada do novo.

Quanto mais vazios ficamos, mais luz seremos capazes de incorporar nos próximos tempos. 

Se ainda nos encontrarmos nos sentindo desorientados, sozinhos e desconectados, podemos, pelo menos, encontrar conforto em saber que quanto mais vazios nos percebermos e mais desconectados e afastados de tudo o mais nos tornarmos, mais preparados estaremos quando nos preenchermos com a energia de Deus e da nova realidade.

"A maneira mais poderosa de rezar, aquela que é capaz de obter qualquer coisa e é mais meritória, é a que deriva de uma mente vazia. Quanto mais vazia a mente, mais poderosa, útil e perfeita será a oração. O que é uma mente vazia? É aquela que não é perturbada nem alterada por nada, que não se apegou a qualquer modo especial de vida ou de devoção, e que não procura o seu próprio bem em nada, mas que está completamente imersa na preciosa vontade de Deus, e não na sua.” (Mestre Eckart).

Este vazio... este eu agora oco... foi criado para abrigar a suavidade da nova energia que esteve se tornando conhecida aos poucos nestes últimos meses.

A energia de Deus é sempre silenciosa.
Ela sussurra e cutuca.
Ela chama de maneiras tranquilas e serenas.
Ela parece afável e familiar.

E ela toca os nossos corações com o seu suave lembrete do Lar: “O Lar está aí”, ela diz, “onde a paz e a tranqüilidade irão prevalecer, aonde a aceitação e a gratidão irão a tudo permear, onde a reverência definirá o ar que respiramos e onde o amor e o apoio irão brilhar intensamente.” 

Ela não é desarmônica e nem impertinente, não é desagradável ou impetuosa, nem impõe nada.
Ela nos apóia e nos preenche com uma enorme segurança.

Não há nenhum perigo, escuridão e nem resistência. A familiaridade do Lar é onde pertencemos e ela continua a nos deixar saber que isto é assim. Somos extremamente reverenciados aqui, estimados e recebidos, além das palavras. Estamos, de fato, começando a chegar à energia do novo.

Sentirmo-nos vazios é a maneira que foi pretendida. Temos nos sentido como um grande nada nos últimos meses enquanto o processo continua, deixando-nos aparentemente em estados de invisibilidade com o vazio na essência e nada que nos defina. Mas é dentro deste vazio que as paredes estão ruindo e vemos que nós somos realmente todos um.

“Quanto mais incerto eu me sinto a meu próprio respeito, mais cresce em mim o sentimento de afinidade com todas as coisas.”
C.G.Jung

Nos últimos dias, estivemos também experienciando a energia do aconchego. Esta energia é ainda tão tranquila, serena e calma, que nos sentimos mais desconfortáveis do que nunca exatamente onde estamos, e é assim que foi pretendido. A energia do aconchego chega de modo que não sejamos tentados a avançar ainda.

Ela nos envolve com contentamento, dando-nos sentimentos de permanecermos parados, de sermos felizes onde estamos. Ela está nos desencorajando então, de nos afastarmos de nosso atual espaço. Esta fase chega sempre imediatamente antes de um grande avanço.

Há tantas coisas ocorrendo em preparação para a nossa chegada, que precisamos ficar retidos, até que todas as coisas sejam organizadas. Avançarmos agora nos colocaria em uma zona de caos. Estamos sendo protegidos.

O Reinício é uma fase que tem sido comum para a ascensão por muitos anos e ocorre imediatamente antes de um grande movimento para algum lugar muito vasto e novo.

Quando estamos na fase de reinício, podemos nos sentir extremamente letárgicos, apáticos, não nos preocupando com nada e nada querendo fazer, e isto é o que é pretendido também, pelas mesmas razões acima afirmadas.

“Nada a ser feito” – Samuel Becket

Muito está sendo feito para nós e, por causa disto, nada precisamos fazer.

Estamos em um espaço surpreendente, no momento, com o processo da ascensão e, desta maneira, temos uma enorme quantidade de ajuda à nossa disposição. Precisamos apenas descansar, permanecermos em nosso centro tranqüilo e permitir que as energias e as multidões de anjos, agora presentes nos levem.

“Seja suave em sua prática. Pense no método como uma suave corrente prateada, e não como uma cachoeira impetuosa. Siga o fluxo, tenha fé em seu curso. Ele seguirá o seu próprio caminho, serpenteando aqui, escoando lá. Ele irá encontrar os sulcos, as rachaduras, as fendas. Apenas o siga. Nunca o perca de vista. Ele irá levá-lo.” – Sheng-yen

Enquanto continuamos a nos preparar para a nossa chegada, para um espaço mais vasto e extenso, nossos corpos estão, é claro, ajustando-se ao novo ambiente, também. Além da contínua presença das energias de impulso e de pressão que continuam a nos manter no lugar, sobrecarregando intensamente os nossos corpos exaustos e oprimidos, chegou agora uma energia de preparação da ancoragem.

Pés e pernas podem se contrair, doer, dores nos nervos e inúmeros outros sintomas podem ocorrer, enquanto nos ajustamos ao alicerce do novo. E, para muitos, as energias da fraqueza, da exaustão e do esgotamento estão ainda presentes.

Podemos estar incrivelmente esgotados neste ponto, mas é dentro desta fadiga que Deus pode entrar e nos mostrar o caminho.

Sim, podemos nos sentir vazios e com uma estranha sensação de nulidade, além da sempre suave Presença de Deus, mas é dentro deste vazio que Deus pode entrar.

O IChing diz para encontrarmos a nossa força na vulnerabilidade e este é, certamente, o caso à medida que avançamos. Esta quietude, este vazio e este espaço de aparente nulidade é um tremendo marco para o processo da ascensão e nos está dizendo a que distância chegamos.

Jesus disse aos seus discípulos: “Comparem-me a algo e digam-me como Sou.”

Simão Pedro lhe disse: “Você é como um anjo.”

Mateus lhe disse: “Você é como um sábio filósofo.”

Tomás lhe disse: “Mestre, a minha boca é absolutamente incapaz de dizer como você É.”
O Evangelho de Tomás

Do meu coração para o seu

Karen

http://stelalecocq.blogspot.com/2013/12/a-energia-aconchegante-o-vazio-e-o.html
http://gamabooks.com/
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Extraído de: http://stelalecoqc.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

CÍRCULO DE LUZ E AMOR DE MARIA - MENSAGEM RECEBIDA AOS 07.03.2017 POR JANE RIBEIRO

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR

O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®