O MANUSCRITO DE SOBREVIVÊNCIA - PARTE 367 - DIVIRTA-SE!


O MANUSCRITO DE SOBREVIVÊNCIA 
PARTE 367 - DIVIRTA-SE!
Os Companheiros Constantes
Canal: Aisha North
06.11.2013

Como bem sabem, a era da criatividade começou e, com ela, todo um novo conjunto de tarefas será disponibilizado a todos. Sabemos que isso parecerá assustador para muitos, todavia, lembramos que já possuem muito conhecimento anterior nestas áreas. E, desse modo, não errarão o próximo passo em suas jornadas.

Foram bem treinados queridos e lembrem-se, foram escolhidos a dedo para executar essas tarefas que agora estão a sua frente e, como tal, temos talvez mais confiança em si do que vocês têm no momento.

É algo realmente fácil de entender, pois não foi fácil penetrar no esquecimento que encobriu como um cobertor pesado todos vocês, desde que desceram para esta morada terrena há muito tempo.

Entretanto, agora, é como se alguém tomasse conta de um dos cantos e começasse a aliviá-lo, devagar e com cuidado, e, assim, poderá ver toda a Luz chegando e batendo na sua própria alma pela primeira vez nesta encarnação.

Por enquanto, o velho esquecimento ainda irá afetá-lo, todavia, serão solicitados a esfregar os olhos. Então, sente-se e comece a fazer um balanço da situação.

Assim que esta nova luz começar a infiltrar-se revelará que está, de fato, cercado por milagres, esperando para se manifestarem de todos os lados e tudo o que terá a fazer é reconhecê-los. 

Em outras palavras, não há necessidade de ficar forçando e contemplando tudo o que precisa ser feito. Tudo que tem que fazer, é simplesmente pensar no que já está lá, esperando para se manifestar apenas por estar ciente disso. Não é um processo onde será solicitado a trabalhar e a suar, carregando fardos pesados ​​para cima, sempre lutando contra a corrente.

Não, esse é simplesmente um processo de PERMITIR que se abra totalmente, de modo que sua curiosidade comece a buscar todas as possibilidades, já que se formaram em um estado fértil. Em outras palavras, tudo do que precisar, a fim de transformar a sua morada do Céu na Terra, já estará lá esperando, ao seu alcance.

Portanto, tente não se atolar, deixar-se levar pela imensidão de tudo. Simplesmente permita-se estar no fluxo de criatividade que espera dentro de você comece a fluir em uma quantidade cada vez maior e, ao fazer isso, estará fazendo tudo o que precisará fazer.

É para permitir, não forçar, empurrar e ranger os dentes, preparando-se para o enorme desafio que parece esperar. Não, é algo como mergulhar num enorme mar de possibilidades e começar a divertir-se. Notar que fizemos uso dessa palavra deliberadamente. 

Por isso, é que precisamos que façam, que parem de tentar tão duramente e simplesmente, possam se divertir. Como crianças divertindo-se com a magia que os rodeia por todos os lados. No entanto, quanto mais tentarem ser “bem comportados”, “ordenados" e "bons", mais irão garantir que esse processo comece a andar mais devagar e lentamente.

Lembre-se que não poderá controlar esse processo de forma alguma, ou melhor, se tentar controlá-lo, simplesmente colocará todo o processo em repouso.

Deixe de lado quaisquer restrições e simplesmente mergulhe e comece a explorar esses novos caminhos que foram abertos antes de entrar em si mesmo.

Lembre-se que a partir do caos nasce a Criação e deve permitir-se perder em seus caminhos em todos estes labirintos que parecem estar se cruzando e entrecruzando a sua frente. Estará destinado a perder o caminho, no sentido de desistir de qualquer ideia de manter o controle sobre o processo, sendo convidado a explorar em qualquer direção que queira, enquanto isto for o que fizer o seu coração cantar.

Não é para ser enfadonho, é tudo sobre a criação de um sentimento de admiração, espanto e alegria e é isso que queremos que hoje levem a sério.

Ainda não está prestes a sentar-se com uma régua na mão e a elaborar as linhas corretas que farão as coisa sentarem-se perfeitamente no lugar. Não, estará fazendo como as crianças fariam, misturando todos os blocos de construção de uma enorme pilha, sentadas no meio dela e começar a espalhar coisas ao redor, tentando diferentes combinações, não pensando sobre e como deverá ser a sua arrumação.

Há um plano cuidadosamente estabelecido por trás disso, o qual foi bem versado de antemão, embora isso não seja o que deva ter em mente agora.

Deve deixar a sua mente completamente livre e saber que, então e somente então que tudo cairá no lugar certo. Porque, se tentar empurrá-los lá pelas suas ideias como se isso ou aquilo deva vir antes ou depois, ou que isso vá se encaixar melhor aqui ou acolá, só criará obstáculos para si e também para os outros.

Então simplesmente deixe-se ir e divirta-se, vendo até onde sua fantasia poderá levá-lo. Aproveite o passeio, querido e solte as rédeas, pois elas devem começar a sufocá-lo e retê-lo, quando tudo que você precisa fazer, é dar-se a rédeas livres. E assim podemos dizer, comece a deixar suas inibições desaparecerem e, se fizer, veja o que emergirá do mar bem na sua frente.


http://stelalecocq.blogspot.com/2013/11/o-manuscrito-de-sobrevivencia-parte-367.html
Aisha North – Channelingsand Words of Inspiration
Tradução: Cândido Pedro Jorge 
Fonte: Sementes das Estrelas

Extraído de: http://stelalecocq.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

CÍRCULO DE LUZ E AMOR DE MARIA - MENSAGEM RECEBIDA AOS 07.03.2017 POR JANE RIBEIRO

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR

O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®