OOOOOOO EEEEEEEEE!!!!!!



OOOOOOO EEEEEEEEE!!!!!!
MENSAGEM DE KAREN BISHOP
3 de Março de 2013


Março chegou com alguma energia poderosa e intensa, enquanto continuamos a manter o nosso espaço, a fim de estarmos plenamente em alinhamento com as energias de nossa nova e iminente realidade.

O grande apuro aumentou ainda mais, se isto é remotamente possível, e há pressão mais uma vez. Chegamos a novo território e devemos então nos adaptar a ele, antes que avancemos ainda mais. Mas, quando continuarmos a avançar, começaremos a nos ajustar e ter este espaço para respirarmos que estamos tão desesperadamente precisando.

Começamos este período com perturbações intestinais, o que cessou exatamente com a chegada do novo, aproximadamente em 1º de Março. Então, a pressão aumentou novamente. A pressão aumentada do novo pode se manifestar como “gripe”, pressão na cabeça e sinusite, dores no corpo, congestão e pressão no peito, tosse, pressão em nossos órgãos internos, glândulas doloridas e até dificuldade de respirar (como sempre, é melhor consultar um médico, quando necessário, pois todos os sintomas físicos podem não ser devidos ao processo da ascensão).

Isto não são notícias novas aqui, pois estes sintomas comuns foram mencionados em muitas mensagens anteriores.

Estamos continuando a liberar, enquanto nos integramos e nos alinhamos com as vibrações muito mais elevadas do novo, e sempre que avançamos, para muitos de nós, temos quase a certeza de experienciarmos a “gripe”, enquanto continuamos a nos comprimirmos no canal do nascimento.

Além de nossa chegada ao próximo nível, fraqueza, fadiga extrema e a necessidade de se alimentar em intervalos freqüentes podem estar também presentes, e acrescentando ainda mais a exaustão e a opressão ao que estamos atualmente experienciando, podemos nos perguntar se os nossos corpos podem seriamente suportar muito mais.

O processo tem sido intensamente implacável, mas não podemos nos dar ao luxo de retornarmos novamente. Desta maneira, estamos certamente continuando a avançar, um passo exaustivo de cada vez.

Para alguns, o esgotamento e sintomas físicos têm sido quase intoleráveis, enquanto que para outros, eles podem simplesmente estar se sentindo um pouco esgotados e cansados esporadicamente.

 Podemos olhar em volta e perguntarmos: “Por que todas estas pessoas continuam com o seu trabalho, como se nada incomum estivesse acontecendo e eu sou praticamente um morto vivo e me deteriorando rapidamente a cada novo avanço? Sou o único a ter esta experiência desafiadora?”

Todos estão realmente experienciando algo neste momento. Alguns não estão falando disto abertamente, outros falaram do fato de não querer se concentrar no contínuo aborrecimento (um bom mecanismo de enfrentamento para todos nós!) e, ainda, outros têm procurado uma causa e efeito (deve ser do alimento que comi na cada da Tia Berta!)...

Ou até mesmo: (“Eu estive me sentindo muito mal, desde que troquei os medicamentos, assim, acho que tenho algumas novas alergias, ou algum vírus de gripe). A Ascensão pode ser um pássaro estranho, realmente, pois ela cria uma série de tipos de sintomas bizarros que às vezes, são desprezados por cada um de nós.

Quanto mais tempo isto poderá possivelmente continuar?

Podemos nos perceber lamentando em intervalos regulares. Mas podemos nos lembrar dos dias agradáveis, quando tivemos mais força e nos sentimos um pouco melhor, e às vezes, estes dias foram somente recentemente, mas já nos esquecemos, pois pode parecer que estivemos sempre neste processo.

Podemos escolher nos concentrar no fato de que há um término para tudo isto.

Podemos escolher aceitar e continuar com o processo, pois sabemos que o sucesso está bem ali na esquina (às vezes, a resistência torna as coisas muito piores).

Podemos perceber que há outros que estão experienciando muito mais desconforto e preocupações legítimas de saúde que são bem piores que as nossas.

Podemos nos lembrar, novamente, que o nosso desconforto é realmente temporário, enquanto que para outros, eles podem ter desafios permanentes na vida.

Podemos treinar as nossas mentes para que se concentrem em algo que não seja os dilemas pessoais, como até nestas energias incomuns. O que focarmos trará mais do mesmo ao nosso espaço.

E podemos permanecer apenas no momento, com gratidão pelo que temos agora.

A energia da “normalidade” esteve se fixando ultimamente e durando muito mais tempo a cada novo dia. Assim, ainda que possa ser desafiador reconhecer quando os nossos corpos estão clamando tão intensamente, isto é necessário.

Podemos despertar e sentir como se as coisas estivessem subitamente de volta ao normal, mas logo os nossos corpos começam a nos dizer que afinal este não é o caso! Estes sentimentos do retorno final estão chegando mais, mais e mais.

Podemos subitamente ter um desejo por um novo corte de cabelo ou a disposição para um novo carro.

A predominância do novo está começando a se tornar conhecida. Seus vislumbres estão sempre presentes agora, acenando-nos para que nos esforcemos e os toquemos. Mas ainda assim, não estamos ainda lá em todos os sentidos.

Pode parecer que todos estão muito em si mesmos agora, podemos somente ver as suas próprias situações, vidas e circunstâncias. Eles estão simplesmente se agarrando ao que restou, tentando se salvar durante estes dias finais da velha realidade, e podem somente ver através dos seus próprios filtros individuais.

Podemos escolher amar estes indivíduos, pois isto é simplesmente a natureza humana.

Mas, o mais importante: podemos escolher nos amar também, pois este amor próprio e pelos outros, imediatamente se difunde, seja qual for o medo e o stress que possamos estar experienciando.

O amor e o perdão por si mesmo é uma tônica poderosa durante estes dias finais.

Podemos também perceber que podemos manifestar coisas muito facilmente agora, mas porque o velho é tudo o que é deixado lá fora. Continuaremos a manifestar o velho e ele não será o que realmente precisamos. Nós nos movemos além de qualquer coisa que seja deixada lá fora, e apenas temos apenas que estar mais oprimidos um pouco mais.

Estamos próximos agora.
Muito próximos.
Podemos fazer isto.
Podemos.

Temos apenas que esperar um pouco mais, pois estamos quase lá.

As dores do parto estão chegando mais próximas e juntas agora, e como com todo o nascimento, muito mais intensamente. É quase sempre intenso, exaustivo, estressante e inquietante pouco antes de um nascimento...

Não é esta a norma?
E quando isto for concluído, teremos uma nova vida...

Do meu coração para o seu,

Karen

http://gamabooks.com
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Extraído de: http://stelalecoqc.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

CÍRCULO DE LUZ E AMOR DE MARIA - MENSAGEM RECEBIDA AOS 07.03.2017 POR JANE RIBEIRO

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR

O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®