OSHO - ABANDONE O "VOCÊ"


ABANDONE O "VOCÊ"
OSHO

Pergunta a Osho: Osho, por favor, explique por que não sentimos o divino que está aqui e agora, dentro e fora, que está em mim, em você e em todos.

Isso vem de Swami Yoga Chinmaya.
É porque você é muito você, e pesa demais sobre si mesmo.

Porque você não consegue rir, o divino fica oculto.
Porque você é muito tenso, fica fechado.

E essas coisas que você pensa — que o divino está aqui e agora, dentro e fora, em você e em mim — são apenas coisas da cabeça, não são seus sentimentos.

São pensamentos, não realizações.

E se você continuar pensando nessa linha, nada disso se tornará sua experiência. Você pode se convencer, através de mil e um argumentos, de que é isso mesmo, mas isso nunca se tornará sua experiência. Você continuará perdendo.

Não é uma questão de argumento, filosofia, pensamento, contemplação — não.
É uma questão de mergulhar profundamente no sentimento do fenômeno.

A pessoa tem que sentir, não pensar sobre.
E para sentir esse fenômeno, a pessoa tem de desaparecer.

Você está tentando uma coisa absolutamente impossível: pensando, está tentando perceber Deus como realidade. Ele permanecerá uma filosofia, nunca se tornará sua experiência.

E a menos que ele seja uma experiência, não será algo libertador.
Vai se tornar um aprisionamento; você morrerá nesse aprisionamento de palavras.

Você é muito você — a cabeça de Yoga Chinmaya tem de ser cortada, completamente cortada.
Você está muito na cabeça e é muito você.

Deus não é o mais importante; você é mais importante.
Você quer conhecer Deus.
Ele não é a ênfase, você é a ênfase.

Você quer alcançar Deus: não que ele seja importante, você é importante — e como pode viver sem alcançar Deus?

Ele tem que ser possuído, mas a ênfase está em você.
Eis por que você continua perdendo.

Abandone o "você". 
Então, não há necessidade de se preocupar com Deus — ele vem por conta própria.

Uma vez que você desapareça, ele vem. 
Uma vez que você esteja ausente, sua presença é sentida. 
Uma vez que você esteja vazio, ele corre em sua direção.

Abandone todas as filosofias e tudo o que aprendeu, e todo o conhecimento que tomou emprestado, e tudo o que se tornou um peso na cabeça. Abandone isso tudo. Fique limpo, tudo isso está podre.

Uma vez que esteja limpo, nessa limpeza você começa a sentir algo surgindo.
Nessa inocência está a virgindade.

Deus está sempre disponível.

Osho, em "Palavras de Fogo: Reflexões sobre Jesus de Nazaré"
Publicado no blog palavras de Osho
 
Extraído de: http://stelalecoqc.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

CÍRCULO DE LUZ E AMOR DE MARIA - MENSAGEM RECEBIDA AOS 07.03.2017 POR JANE RIBEIRO

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR

O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®