Pular para o conteúdo principal

ESTÃO PRONTOS?

ESTÃO PRONTOS?
Por Suzanne Lie PhD
em 19 de abril de 2012

Eu imagino que a maioria de vocês também está largando mais e mais de seus vícios de terceira dimensão. Eu sei que eu estou. Por "largando os vícios 3D" eu realmente me refiro às muitas coisas que costumavam ser importantes para mim e que agora não são mais. Há livros que eu já gostava de ler, programas de TV a que eu assistia, lugares que eu gostava de ir, conversas que eu gostava de travar, etc., etc. e que agora não mais prendem a minha atenção. Ah, sim! Também comidas que eu gostava agora não são mais importantes. Porém, não se trata apenas de eu não gostar daquelas coisas que eram consideradas "ruins" e apenas gostar daquelas coisas consideradas "boas". Ao contrário, é que eu apenas tenho muitos desejos e necessidades diferentes.

Claro, há ainda muitas coisas que continuam muito importantes, natural, meus amados: escrever, conversar sobre espiritualidade com as pessoas e fazer arte. Creio que há um processo aqui em que eu não gosto mais das coisas que são "apenas 3D" e quero passar meu tempo fazendo coisas de uma frequência mais alta. Eu principalmente somente gosto de pessoas com quem posso ser aberta sobre minhas experiências espirituais. Passei tanto tempo da minha vida escondendo que eu não tolero situações em que tenho de me calar ou ser menos do que sou para que "eles" não me julguem.

De fato, não dou a mínima se "eles" me julgam. Se é assim que eles desejam expressar seu medo, esta é a escolha deles, mas eu realmente me retiro da presença deles. Porém, eu não preciso me retirar da presença deles porque ela simplesmente NÃO é percebida. Esse julgamento com que passei muito de minha vida me preocupando, apenas nunca acontece. Quero dizer, tenho certeza de que acontece, mas eu não dou atenção ao meu desejo de experimentá-lo, então não tenho que experimentá-lo. Talvez, porque eu não mais me julgue, os outros também não me julgam também. Energia liberada é energia devolvida e todos na nossa vida são espelhos através do quais nós podemos ver o nosso eu.

Eu acho que estou tão ocupada olhando no meu espelho multidimensional que perdi o interesse no meu espelho 3D. Claro, me visto adequadamente para a situação e me maquio, etc., mas minha preocupação se foi, mesmo que o zelo ainda seja feito. Quando eu me lembro de olhar, eu vejo mais e mais do fluxo 5D entrando na minha vida cotidiana. Eu vejo a 3D como boa, mas se eu me lembro de olhar, eu posso ver luzes e, principalmente, SENTIR que há alguém ou alguma coisa bem ali que eu não posso ver bem - ainda. Entretanto, devo admitir que eu me esqueço de "olhar", a menos que eu esteja calma. Quando estou correndo para algum lugar, eu afrouxo a jornada e me torno a tarefa.

Estou aprendendo a aliviar a orientação da tarefa e a viver mais na experiência. Quando eu me lembro de fazer isto, meu corpo se acalma, minha consciência se eleva e eu sinto amor pela vida. Na verdade, esse amor pela vida está crescendo a cada dia. Isto é uma grande coisa para mim, pois passei a maior parte da minha vida odiando a 3D e querendo - querendo - querendo ir para Casa. Quero dizer, a menos que eu estivesse na natureza, em meditação, junto com amigos ou familiares amorosos ou entretida num ato criativo. Agora, tenho momentos com esse sentimento enquanto cruzo uma padaria, ou faço nada ou faço algum ato mundano.

Interessante. Agora que estamos retornando para esse Lar que eu taaaanto senti falta, começo a realmente gostar de onde estou agora. Na verdade, não quero me ejetar para a dimensão superior a que eu posso ascender. Ao contrário, eu quero permanecer com Gaia e assisti-la na criação da Nova Terra. O próprio planeta que eu tanto quis deixar é o mesmo lugar em que quero permanecer quando eu finalmente posso partir. Muito interessante! A vida sabe como nos surpreender, não sabe?

Eu me lembro de quando era adolescente e me trancava no banheiro (eu me trancava no banheiro onde eu tinha total privacidade e chorava, chorava, implorava para, por favor, ser levada para casa). Como estava dizendo, uma vez em que me tranquei e estava soluçando, eu vi um pequeno pedaço de papel no lixo. Creio que era um pedaço de calendário ou algo assim. Eu parei minha histeria e peguei o pequeno papel. Ele dizia:

"Felicidade não é obter o que você quer. Felicidade é querer o que você tem."

Talvez, muitas décadas depois eu tenha descoberto essa verdade. Também tenho descoberto como tenho o poder da escolha, e a mais importante escolha que eu já fiz foi ouvir ao Espírito. Ele sempre esteve ali. Eu brincava com ele quando criança e era confortada por ele quando eu era adolescente. Ele me ajudou na criação dos meus filhos e em aprender a ser casada e me orientou em TODAS as escolhas da vida. Não que eu nunca tenha cometido erros. Na verdade, eu cometi muitos. É que o meu melhor amigo, o Espírito, sempre me perdoou.

Talvez este perdão tenha sido o melhor presente do Espírito. A orientação, claro, era inestimável, mas o perdão me permitiu aprender com os meus erros. E a coisa principal que aprendi foi: SEMPRE estar conectada ao Espírito. Eu sempre acreditei que minhas conversas interiores eram reais e sempre ouço essa vozinha do Espírito acima do gritos da dúvida e do medo.

E então estamos aqui. Parece que está acontecendo. Quero dizer a ascensão. A ascensão parece estar acontecendo. Eu posso dizer "isso" porque o processo de ascensão está tão na vanguarda da minha mente e o vocabulário que é o "ISSO" por que eu tenho esperado, tido esperança, trabalhado e pedido por toda a minha vida. Meu dom/maldição (pois dom e maldição normalmente estão no mesmo pacote) é que eu me esqueci de esquecer. Portanto, eu sabia o que me faltava em minha miríade de realidades de dimensões superiores. E também, eu sentia a dor das minhas outras vidas tridimensionais paralelas e também a dor desta vida. Felizmente, quando eu finalmente transmutei a dor de minhas outras vidas, eu senti alegria nessas outras vidas para amplificar a minha alegria nesta aqui.

Todos nós temos um dom/maldição, que é essa coisa que nos endoidece se tentarmos ignorá-la e nos força a crescer para que possamos usá-la. Nosso dom/maldição mantém o descontentamento com os dramas 3D e nos lembra sempre e sempre de que há mais para viver se simplesmente puxarmos a cortina da ilusão. Agora essas cortinas são arrancadas, prontos ou não. Se passamos nossas vidas nos preparando, a visão clara da realidade é uma bênção, a validação do que nós sempre soubemos - mas esquecemos.

Bem, as cortinas caíram e a luz está brilhando. A escuridão está indo embora e o momento é o AGORA! Portanto, é hora de olharmos no espelho do nosso EU e dizer:

"EU ESTOU PRONTO!"

Fonte: http://suzanneliephd.blogspot.com/
Tradução: SINTESE
http://blogsintese.blogspot.com/
Respeite os créditos

Extraído de: http://blogsintese.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

CÍRCULO DE LUZ E AMOR DE MARIA - MENSAGEM RECEBIDA AOS 07.03.2017 POR JANE RIBEIRO

Queridos irmãos e irmãs, Com as bênçãos da Mãe Divina. Amor e Luz, Jane Ribeiro                 Mensagem de Mãe Maria Amados Filhos, Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações. Vossa Mãe Terra passa pelo expurgo final de todo lixo que foi nela acumulado resultante dos pensamentos, sentimentos e ações de toda a humanidade. Seu corpo se sutiliza e se eleva as novas frequências de luz. É preciso, pois que possais acompanhar os passos da Mãe Terra, sutilizando vossos corpos pela purificação de toda densidade que acumulastes ao longo do tempo. Não adianta mais tentar postergar as mudanças que vossas almas estão a exigir de todos vós. É hora de concluirdes a limpeza, física, emocional e mental em vossas vidas, para que possais acompanhar e sedimentar as novas frequências que entram em vosso planeta. A nova grade cristalina se consolida em torno de vossa Mãe Terra e de todos vós, e este é o momentum da entrega, sim a entrega de vossos corpos a serviço de vossas almas que comp…

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR Por Melanie Beckler
A primeira vez que alguém me disse que eu era uma curadora...
Eu pensei: “O que você quer dizer?”
“Você quer dizer que eu poderia ser uma curadora?”, perguntei.
Ao que ele respondeu: “Não, você já é uma curadora.”
Eu não sabia o que pensar.
Agora, eu compreendi que ser uma curadora é algo que assume muitas formas e cores...
E não há realmente uma compreensão clara do contexto completo do que significa ser uma curadora.
Assim, muitos curadores espirituais não têm idéia de que suas ações, trabalho e propósito, de fato, fazem deles curadores.
Claro, entendemos que os médicos, enfermeiros e curadores de energia são “curadores”.
Mas, como você aprenderá em minha nova mensagem, o que é preciso para qualificar como um curador, é muito mais amplo.
Assim, você é um curador? Realmente, há curadores ao seu redor. 
Defino vagamente aqui um curador como alguém que se ajuda, ajuda o outro, ou até mesmo o planeta a se alinhar mais com a verdade Divina,…

O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®

JJ Hurtak
O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch® “Existe um trabalho dentro de todos os nossos corpos, um padrão com níveis de vibração única, e os nossos organismos controlam todas as suas funções, que são renovadas por algo chamado Linhas Axiatonal dos Meridianos e estas linhas Axiatonal não são limitadas, ou seja, não terminam em nossos corpos físicos mas estão abertas; estas ‘linhas’ realmente se estendem transpassando nosso corpo, e elas podem nos conectar mais plenamente ao universo. Quando o Homem descobrir a conexão entre o espaço de sua própria vida e as grades Axiatonal, a humanidade vai entrar num todo em um novo nível de ‘super’ ciência conhecida como a astronomia médica.
Astronomia médica refere-se a cura em todos os níveis, mente, corpo, espírito e fala sobre a mudança na formação adequada de nossos membros, sobre um passo à frente em um novo nível de interação consciente com o Universo . As linhas axiatonal sendo as linhas de grade do Universo, são…