O Amor Eleva

Uma Mensagem de Pedro
Canalizada por Ben Kalil
29 de Janeiro de 2010

Ressoam neste feliz momento os tambores da fé no ritmo de nossos corações.

A simplicidade desta fé faz refletir diante de nós a vontade e o desejo de prosseguir em nossos caminhos, sejam eles cheios de obstáculos, cheios de dificuldades, ou não.

O que importa é que nós temos dentro de nós os anseios, a força e a coragem para superar todas as dificuldades que possam surgir no trajeto de nossa vida.

Nós somos pessoas congregadas para um só conceito, o conceito da honestidade que fará de nós pessoas dignas de sermos comparadas aos princípios divinos de nosso Criador.

Vamos trabalhar com afinco, sejam quais forem os nossos deveres de profissão.

Vamos trabalhar com afinco para que sejamos pessoas respeitadas.

Vamos trabalhar com alegria e com dedicação naquilo que fazemos.

Vamos valorizar a nossa mão de obra para mostrar a quem quiser ver que nós somos capazes de produzir aquilo que nos é entregue para fazer.

E vamos esperar que essas pessoas que nos dão esse trabalho possam nos recompensar com a mesma dedicação que nos são impostas.

Vamos lutar por um mundo mais justo, por um reconhecimento de nossas qualidades para que possamos ter uma vida melhor para nós mesmos como também para a família que mantemos.

Vamos ter sabedoria para que possamos fazer valer as nossas ideias, fazer valer aquilo que somos.

E se preciso for, protestar com decência, com valentia e sem nenhuma violência ou covardia.

Vamos acreditar em nós mesmos.

Vamos acreditar em nosso trabalho, na capacidade que nós temos de vencer naquilo que fazemos.

Vamos procurar o modo certo para que a justiça seja feita entre nós, não importam as nossas condições de vida, não importa se somos pobres, se somos ricos, proprietários de grandes valores, o que importa é que esse mundo precisa ser mais justo, esse mundo precisa ser mais amoroso e mais caridoso.

Seja qual for a nossa classificação social, temos sempre que olhar para os nossos lados e ver que qualquer outra pessoa que está junto de nós merece compreensão, merece justiça.

Se forem juntadas todas as forças dessas pessoas que aqui habitam e com o pensamento mais positivo, o mundo em que vocês vivem pode ser melhor, mais justo e mais gostoso de estar nele.

É preciso que os valores de cada um sejam respeitados para que haja justiça.

E aqueles que são mais favorecidos têm a obrigação de reconhecer também que são filhos de Deus e que todos nós somos irmãos.

Aqui na Terra se formou uma família imensa.

A grandiosidade dessa família desagregou os seus membros que já não se reconhecem e não se fazem mais justiça.

É uma povoação mundial perdida em lutas, em ódio, em ganância.

As pessoas pensam, porque não se conhecem umas às outras, que não são irmãos e sim inimigos - o que é uma pena e gera tudo o que é de ruim: adversidade, guerras.

Quando os mandamentos da Lei Suprema forem mais bem compreendidos, quando a palavra "irmão" representar para os seres humanos o significado sublime que ela expõe, quando o amor for reconhecido como uma dádiva e não como uma palavra dita a esmo para agradar alguém, a humanidade crescerá, porque em seus sentimentos as palavras "irmão" e "amor" representarão uma qualificação magnífica que pode fazer a justiça, que é necessária nesse momento entre vocês, real e presente.

Ter um irmão é saber reconhecê-lo, é lutar por ele também, é querer bem, é querer amá-lo.

Amar é uma expressão grandiosa que preenche a vida de todos aqueles que sentem esse sentimento de si mesmos.

É uma ideia vaga, é uma ideia difícil de ser realizada: que todos se amem; que o amor esteja envolvido entre todos vocês.

O amor que reflete de seu ser, o amor que transpira pelos seus poros é fácil de ser identificado por Deus.

O amor eleva todos vocês.

Quem tem o amor dentro de si é alegre, é bondoso, é carinhoso e sabe, ou tem a intuição de saber, que um dia será beneficiado.

Vamos falar dentro de nossa possibilidade.

Amar o mundo inteiro é uma ilusão, devido à quantidade exagerada de pessoas que vivem aqui na Terra, mas no grupo de ruas, no grupo de casas, de famílias deve existir essa união, esse amor deve ser extravasado para aqueles que convivem numa mesma comunidade.

O amor é o sentimento que vai salvar o mundo de vocês.

Meditem sobre isso, procurem um meio de expandir este sentimento e a felicidade e a paz começarão a florescer em seus meios.

Pensem nisso e desfrutem.

É o que eu tenho a dizer hoje para vocês.

Prezem a si mesmos, amem a si mesmos.

Nosso Senhor Jesus Cristo gosta disso.

É o que eu tinha a dizer.

Mais uma vez eu, Pedro, aqui apareço com alegria e certamente com amor.
 
FONTE: http://blogsintese.blogspot.com/

Comentários