Que a tua estrela....

QUE A TUA ESTRELA...


Que hoje a tua estrela brilhe com a intensidade de mil sóis

A clarear Tua Alma e a iluminar o mundo.

E que possas, doravante, num átimo de segundo,

Remeter a teus semelhantes - conhecidos ou não - a Tua Luz.

Canaliza teu pensamento cada vez mais profundo,

E instrui a Paz.

Torna fecundo,

Teu desiderato florido!

Que assim formará lindo jardim

A espargir para todos doce perfume

Que como suave lenitivo,

Te direcionará para o encontro de novos amores, de tenros destinos!

E como o amor presente

No coração de todos os meninos,

Alcançarás em tua Mente

Toda a nossa morada planetária,

Através dos canais todo-sábios da Vida.

Tal como uma forte semente cultivada com carinho

Cresças pelo amor

E pela discernida Mente.

Faças brotar a Paz

Em todos os recantos da Terra,

Através de tua cotidiana ação sempre amorosa.

Ação que correta, é forte oração.

Transmuta desse modo as energias,

Em conscientizada-quântica situação...

No coração

Do irmão

Ainda de espírito aguerrido.

Ainda mortalmente ferido,

Mas que se encaminha para o inevitável Progresso.

Que como todo ser recém-ingresso,

Nos Caminhos do Bem,

Nos recônditos da Sublime Luz,

E que brilha mais ou menos intensamente,

No interior de todos...

Se penitencia e regenera,

Inexorável e gradativamente,

Graças a Deus!

Como um Mestre Iluminado,

Toma hoje o teu cajado,

De compreensão e tolerância,

Destrona a arrogância

Presente nos descaminhos desses atuais dias,

Através da verdadeira Humildade do Ser.

Arruma teus nichos de convivência

E assim então teu caminhar

Te conduzirá

Com mérito e ciência

Através de Portais do Infinito,

Para nova e divina dimensão misteriosa... Da Vida Superior.

E dentro do teu tempo multiplicado, unificado

No teu Templo vivencial de aprendizado

E adicionado diariamente

Na consciência de Deus,

Derrama por onde passares,

O néctar de teu Espírito.

Não te importes com quantos te possam tentar te limitar, mas, em retribuição,

Faz para eles um reconciliador manjar, dentro do tesouro de Tua Alma,

Com doces e frutos virtuosos

Colhidos na vivência de tuas vidas,

Que pela bênção do sofrimento alcançastes,

- O Amor, o Poder e a Sabedoria -

E assim hoje desfrutas

Da bem querência de todos quantos amastes!

Anda sempre amparado pela aquiescência

De teu Deus interior.

Que hoje e sempre conduzirá teus passos

Para a Eternidade da Glória da Vida

Vivida em favor de todos.

Ilumina com tua linda estrela,

Todas as constelações humanas.

Encaminha hoje, querido, para cada ângulo da vida:

A tua interior Paz, refletida no teu olhar sereno.

O teu interior Amor, espelhado no que fazes.

A Tua Harmonia, espraiada por todas as tuas rotas.

Porque como um grão de ouro no deserto da vida,

Ou uma gota d'água brilhante no Oceano Infindo do Cosmos

Assim és tu, assim somos nós!

A tua boa-intenção de servir, com um simples pensamento-qualitativo,

Quando te tornas, em obras, todo-prestativo,

Pode significar o bastante,

Pode ser o diferencial-mutante

Para encaminhar ou reerguer

Uma situação,

Um ser.

Porque tendes dentro de ti o pleno Poder

De manifestar e conter

Toda a grandeza das amorosas virtudes da vida.

Através do indelével alicerce

De pequeno-grandes atos.

Como um átomo que brilha e baila com seus irmãos

No Espaço da Terra e do Céu em dinâmico movimento,

Com a Tua Estrela também podes ser um sol

A trazer esperanças de um novo arrebol,

A iluminar milhões de vidas...!

E pela inclusão amorável a tudo e todos quantos te cercam

Provinda da Fonte Feliz do Pão da Vida

Por vias de uma mente aberta,

Disponível, compreensiva, colaboradora e afável;

Pelo perdão sempre de prontidão para o tempestivo uso...:

A tua lindíssima Estrela,

Para sempre te conduzirá

À Felicidade de um Éden incomparável!

E assim como Cristo orientando perdidas ovelhas

No silêncio

Da melodia dos universos criativos

Poderás ouvir em Ti

A melodia sincrônica das galáxias

Que é Canção Maravilhosa de Deus

No mais sublime esconderijo,

Do Centro do Coração

Em cada abençoada respiração

De cada Um

De todos os Filhos Seus!

Ivanildo Falcão da Gama – Caldas Novas (GO), 18 de novembro de 2007.

Comentários